sábado, 21 de janeiro de 2017

PM morre após ser baleado durante perseguição a bandidos em Belém

Suspeitos de sequestro foram perseguidos na manhã desta sexta-feira, 20. PM faz buscas por envolvidos em tiroteio que resultou na morte de soldado.

O soldado Rafael da Silva Costa, de 29 anos, do Batalhão de Polícia Tática (Bpot), foi morto na manhã desta sexta-feira (20), durante uma troca de tiros no conjunto Panorama XXI, no bairro da Cabanagem, em Belém.

O policial foi baleado na cabeça e chegou a ser socorrido imediatamente para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, em Ananindeua, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu.

A movimentação aconteceu no início da manhã de ontem, após viaturas da polícia militar começarem uma perseguição aos suspeitos de sequestro no bairro da Pedreira. Durante as buscas, os policiais chegaram na rua São Raimundo, próximo da rua principal do conjunto Panorama XXI, onde houve uma troca de tiros, resultando no baleamento e morte do soldado Rafael Costa.

A troca de tiros continuou até os criminosos conseguirem roubar a moto de um professor de uma academia do conjunto. "A academia abre 6h e nesse horário o professor estava chegando de moto. Eram dois homens que estavam correndo da polícia, que saiu da rua São Raimundo. Eles viram o professor chegando e tomaram a moto dele. Mas a moto tinha um dispositivo de segurança e morreu aqui na rua 8 de Julho. O professor conseguiu recuperar a moto", comentou um dos funcionários.

A informação que circulava no local era de que os criminosos eram do bairro da Cabanagem e que estavam sendo acobertados por traficantes em uma boca de fumo localizada no final do conjunto. Equipes da Rotam e 24º Batalhão estão realizando buscas por toda a área à procura de acusados.

Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do soldado Rafael da Silva Costa e informou que familiares e amigos do policial estão recebendo apoio psicossocial do Centro Integrado de Psicologia e Assistência Social da Corporação. O velório e enterro estão sendo providenciados pelo Fundo de Assistência Social.

A Polícia Civil já iniciou as investigações junto à Corregedoria, que também apura o caso. E informou que o irmão de um dos suspeitos foi autuado por desacato e levado para a Seccional da Marambaia, onde o caso foi encaminhado até o momento.

Fonte: http://www.ormnews.com.br/