sábado, 31 de dezembro de 2016

CHEGA LOG0 2017

Este ano foi um ano sofrido. Cheio de desafios. Termino o ano exausta mas certa de que fiz o melhor que pude e de que os resultados alcançados não estiveram restritos ao meu esforço, mas me vieram como respostas aos muitos pedidos em oração para que não fraquejasse hora nenhuma. Não fraquejei! Pedido atendido, avancei o quanto pude. Quando cansei, parei! E por várias vezes parei. Nunca fiz tantas reflexões. Dormi pouco. Comi muito. Trabalhei um bocado. Não viajei. Diversão quase nenhuma. Foi ano de peleja. Terço na mão, joelhos dobrados. Uma verdadeira batalha! A maior delas foi pessoal. Revi conceitos e atitudes, abandonei medos antigos e sobrevivi. Quando pude, ousei. Chorar não chorei, mas amizades desfiz várias restando o suficiente para eu seguir sem medo de levar um tiro pelas costas. Aquisições materiais não tive! O que tive foram gastos. Terminei o ano endividada, mas avalio como necessários para realizar tudo que pretendi. Fé, tive como nunca. Ajuda também. Tenho meus anjos. Que me guardam, que me protegem e que me iluminam. Um deles hoje usa barba e tem cabelo grande. A ele tenho muito a agradecer. No trabalho tudo fluiu bem. Tive a sorte de uma boa equipe no plantão. Aos colegas, agradeço a generosidade. Um ano sem uma puxada de tapete não existe. O meu ocorreu no apagar das luzes. Nada que mereça comentário ou ar de importância. Ação de gente tola que age sem pensar. Só isso! A família em paz, todo mundo vivo e cheinho de planos para 2017. Reclamar, então, de que se nesse balanço geral de fim de ano me vi completamente agraciada no que dependeu de mim realizar. Aos que continuarão comigo nessa caminhada a se inciar em 2017, minha alegria e minha gratidão! Aos que partiram, adeus e minha gratidão. Aprendi muito em 2016, então agora é desejar que chegue logo 2017.