segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

AÇÃO RÁPIDA DA POLÍCIA COLOCA NA CADEIA ASSASSINO DE FRANCISCA LUANA

Nas primeiras horas do dia de hoje uma equipe de policiais da Regional de Timon composta por policiais do 2ºDP e Delegacia de Homicídios se mobilizaram para prender o assassino de FRANCISCA LUANA, 23 anos, morta a golpes de faca no interior da sua residência na madrugada de ontem. As informações acerca do paradeiro foram  dadas pela população que revoltada pedia resposta imediata da polícia no sentido de prender FABIANO PEREIRA.

MISSÃO CUMPRIDA E BEM CUMPRIDA. PARABÉNS !!!

Hoje em conversa rápida com FABIANO PEREIRA que teve prisão em flagrante lavrada na Central de Flagrantes de Timon, pelo delegado Rogério Ferreira, depois de perguntar o motivo de tanta crueldade, dele ouvi friamente como resposta que estaria de "saco cheio" da conversa de FRANCISCA LUANA pois ela estaria fazendo insistente ligações para uma pessoa com quem ele já estaria se relacionando e que por causa dessa situação vinha discutindo com ela constantemente até que ele perdeu a cabeça e a golpeou até a morte.
Pronto, nada mais ouvi além disso para eu chegar a conclusão que esse seria mais um feminicídio a ser evitado se a relação tão logo estabelecida conflituosa fosse cessada. Infelizmente, não é isso que acontece. E de forma alguma estou atribuindo tão somente culpa as mulheres pela crescente onda de criminalidade que as tem tornada vitima dos seus "amores", mas,digo, há muitos casos que a insistência em viver uma relação desarmoniosa termina gerando o pior.

Sem propósito de julgar, tenho escutado com atenção as mulheres que chegam a delegacia por terem sofrido algum tipo de agressão e o que continuo constatando ainda é a descrença da mulher de que o grau de violência praticado pelo companheiro não vai evoluir, muitas vezes se culpando pela relação conflituosa que insiste em viver. Ser mulher ainda é uma existência difícil. Dela ainda muito se cobra, até mesmo a falta de civilidade do companheiro, muitas vezes dela é cobrada. E o pior: a cobrança é dela mesma. 

Condescendente a todo tipo de agressividade praticada pelo companheiro, procura justificar seu comportamento agressivo e descortês como "jeito dele". E assim o tempo passa gerando uma relação "normal", onde já não cabe a indagações: mudar para quê? por quem? 

Cada vez mais presente da vida dos jovens, hoje a bebida e a droga tem revelado uma juventude que tem levado para a vida adulta desequilíbrio e muita instabilidade emocional. Com uma vida sexual cada vez mais precoce as jovens meninas mudam de parceiros como quem muda de calcinha, se aventurando em orgias regadas a liberdade sem responsabilidade, tornando-se escravas de muitos vícios e se colocando cada vez mais em perigo constante frente ao que pode ser um homem na sua vida que além de machista é drogado ou que além de machista é um marginal contumaz. Se o que revela a novela, a estatística do Instituto e as chamadas dos programas deseducadores assistidos com satisfação pela massa estão a lhes mostrar que a criminalidade só vem aumentando, por que fechar os olhos para a situação da mulher nesse contexto. Hoje mata-se muito e mata-se facilmente. Estamos em guerra e essa guerra vem sendo fomentada também pelo desmonte da família. Então, se quer evitar sofrimento honra tua família. Se não quer perder sua vida golpeada no pescoço pensa muito bem as escolhas.