segunda-feira, 21 de novembro de 2016

PM no ES faz teste para provar que vinagre não burla o bafômetro

Batalhão recebeu denúncia de que vídeo ensina a trapacear o equipamento. PM provou que uso do produto pode até aumentar nível de álcool.

O capitão Isaac Rubim, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTRAN) do Espírito Santo, decidiu fazer testes para negar a teoria de que o vinagre é capaz de ocultar a ingestão de bebida alcoólica no bafômetro.

O batalhão recebeu a denúncia de que um vídeo, que circula pelo Whatsapp, ensina a usar vinagre para burlar o bafômetro. Nas imagens, um homem faz gargarejo com o produto e, assim, não é pego por infração de trânsito

Para negar a teoria do vídeo, um policial bebeu três latas de cerveja, com 4,8% de concentração etílica, e passados 20 minutos fez gargarejo e engoliu vinagre. Assim, realizou um novo teste com o bafômetro para constatar se realmente houve a ocultação.

Depois de beber as três latas de cerveja, o policial assoprou o bafômetro e o resultado foi de 0,24 miligramas por litro de ar, o que não é permitido pela legislação.

Já após o gargarejo e a ingestão do vinagre de maçã, o resultado demonstrado no bafômetro foi ainda maior, de 0,27 miligramas por litro de ar, também considerada infração de trânsito.

O capitão Isaac explicou que, a partir de 0,34 miligramas por litro de ar, já entra na esfera de crime. “Se ele fizer uso de bebida alcoólica, der 0,31, e usar um vinagre desse, pode aumentar e chegar a 0,34. Aí, vai ser crime”, falou

Fonte: http://g1.globo.com/espirito-santo/