segunda-feira, 21 de novembro de 2016

DE FATO, NOVA DINÂMICA DE REGISTRO BENEFICIA A SOCIEDADE.

Segurança lança nova redistribuição de Dps e novo sistema de BO

"A Secretaria Estadual de Segurança Pública e a Delegacia Geral apresentaram na manhã desta quarta-feira (16) a nova redistribuição dos Distritos Policiais (DPs)de Teresina e o novo sistema de registro de Boletins de Ocorrência, desenvolvido através de parceria entre SSP-PI e a ATI (Agência de Tecnologia da Informação).

“A redistribuição dos DPs foi realizada ouvindo as comunidades, ouvindo críticas e sugestões. Um dos objetivos é agilizar investigações e a conclusão dos inquéritos”, destacou o secretário Fábio Abreu. Sobre o novo sistema de registro de BOs, o diretor da ATI, Avelino Neto, ressaltou que a parceria entre órgãos do Governo Estadual favorece a sociedade. Já o delegado Geral, Riedel Batista, explicou que a população poderá ser atendida tanto na área da sua residência quanto no local onde aconteceu o delito.

“Este era um anseio da comunidade. Este sistema também auxilia o delegado porque ele terá todas as informações do registro de ocorrências e terá meios de fazer novos planejamentos estratégicos de combate à criminalidade”, completou Riedel Batista.

O Secretário de Segurança explicou como a nova metodologia de registro de boletim de ocorrência vai funcionar na prática. “Se o cidadão tiver seu veiculo roubado no bairro Aeroporto ele não vai precisar mais ir até a Polinter, que fica no bairro Dirceu, para registrar o boletim de ocorrência. Ele pode ir, por exemplo, no 2º Distrito e fazer o BO. Após o registro, o sistema emite um alerta para o sistema da Polinter e o policial ou delegado que estiverem de plantão lá fazem o bloqueio imediato do veiculo e abrem inquérito para investigar o crime”, destacou.

Fábio Abreu lembrou que uma outra vantagem do sistema é georeferenciamento, que já era realizado em crimes como homicídio, o que auxilia no planejamento estratégico através do estudo da macha criminal. Neste aspecto, o secretário pede à população que não deixe de registrar ocorrência.

“Vamos aumentar nosso banco de dados com essas informações e assim tratar estrategicamente com PM e PC sobre delitos como roubos e atuar de forma ainda mais efetiva. Por isso, que as pessoas registrem o BO para que possamos fazer nosso planejamento, redistribuindo o policiamento ostensivo e o trabalho de inteligência”, completou.

Fonte: http://www.pc.pi.gov.br/