domingo, 16 de outubro de 2016

Menina de 7 anos morre sufocada ao se esconder no porta-malas do carro do pai

Uma criança de apenas sete anos morreu sufocada dentro do porta-malas do carro do pai em União, município a 59 km de Teresina. De acordo com o cabo Rocha da Polícia Militar do município a criança brincava de se esconder sozinha quando pegou a chave do carro do pai e o celular. "Ela pegou o controle do carro e o celular dele e abriu o porta-malas. Quando ela entrou, acreditamos que a porta deve ter caído com o peso e fechou sem que ela quisesse e ela acabou ficando presa lá dentro", contou o policial.

A criança, identificada pela PM apenas como Yasmin é filha de Anderson Jardiel, que concorreu as eleições de 2016 como candidato a vereador no município. O policial conta ainda que cerca de uma hora depois do sumiço, enquanto os pais procuravam pela criança, o pai sentiu a falta do celular e decidiu ligar para o número, foi aí que ele localizou a criança presa dentro do veículo.

"Ele ouviu o celular tocar dentro do porta-malas e foi assim que ele encontrou a criança, mas infelizmente ela já estava morta. Uma tragédia", pontuou o policial.

O Instituto Médico Legal de Teresina já se deslocou para o município de União para trazer o corpo da criança para procedimentos legais. Segundo o cabo Rocha, a família da criança precisou ser atendida no hospital e está em estado de choque.


Fonte:cidadeverde.com


O sufocamento é um acidente doméstico "infelizmente comum". 

Dentre os casos mais recentes está o caso do garoto Leonardo Sanchez, de 1 ano 8 meses. Morreu sufocado depois que se escondeu em embaixo de um pufe em que um funcionário da creche sentou-se sem perceber que a criança estava debaixo. 

Outra fatalidade vitimou um garoto de três anos morto sufocado por um colchão enquanto dormia com o irmão de oito anos e um amigo de 13, na própria casa, em um condomínio da Vila Marli, em Campo Grande. A mãe encontrou a criança morta. O pai, bombeiro militar, no momento do corrido se encontrava trabalhando.  Segundo informações do perito Valdson Rodrigues Gomes, as três crianças dormiam em um beliche. O mais velho na cama de cima e os dois irmãos na de baixo, sendo que entre o beliche e uma parede havia um colchão de casal. O menino mais velho foi parar sobre o colchão, que dobrou e caiu sobre o caçula sufocando-o.

No início da manhã, a mãe viu que o filho mais velho foi deitar na sala e ao verificar como estava o caçula, se deparou com ele morto. Para fora do colchão só estavam as pernas dele.

E acreditem entre as situações mais verificadas estão o sufocamento por um dos pais, quando a criança dorme com eles.

Assim aconteceu com um bebê com cerca de um mês de vida que morreu no início da manhã do dia 12.08.16, enquanto dormia com os pais na mesma cama. O bebê teria sido sufocado pelos pais que não perceberam que dormiam em cima da criança. A criança, do sexo masculino, nasceu prematura e os pais estavam muito felizes. 

Fonte: GOOGLE