segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Primeiro mudam o nome, depois recriam a história e ...


Com o slogan “Um grande futuro e uma grande história. A nossa”, foi realizado, de 24 a 26 de junho, em Bolonha, Itália, um Congresso Nacional Constituinte, iniciativa do Partido Comunista da Itália (PCdI), que refundou o Partido Comunista Italiano (PCI), sigla que marcou a história da Itália e da Europa no século 20.

O manifesto do PCI, intitulado: “O Manifesto do Partido Comunista Italiano para o século 21”  termina com a conclamação: “Atento a um contexto internacional em forte mutação, em que o horizonte do capital é muito mais incerto agora do que há poucos anos, nós comunistas nos colocamos novamente em marcha para reconstruir uma teoria da transformação da sociedade. Uma vez mais temos tudo a ganhar. O momento é agora, camaradas”!

O Partido Comunista do Brasil (PCdoB) enviou uma mensagem de saudação. 

Vejamos: 

Ao Congresso Constituinte do Partido Comunista Italiano

Queridos camaradas,

Recebam a calorosa saudação do Partido Comunista do Brasil no momento em que vocês realizam o Congresso Constituinte do Partido Comunista Italiano, fruto de enorme esforço e aturado trabalho político, ideológico e organizativo para aglutinar os comunistas em uma organização política capaz de desempenhar um papel decisivo na luta pelo socialismo na Itália, por outra Europa, por um mundo de paz.

Em uma conjuntura cada vez mais instável, sob a ameaça de graves confrontações, marcada por uma profunda crise sistêmica do capitalismo, é indispensável organizar a luta pela democracia, a soberania nacional, os direitos dos povos, o progresso social, o socialismo e a paz. O comunismo, o marxismo-leninismo, o socialismo científico, o anti-imperialismo, o internacionalismo proletário são permanentes e indispensáveis referências conceituais em nossa luta comum.

Saudamos a realização deste congresso, que é um passo adiante na tomada de consciência na Itália de que são indispensáveis a união dos trabalhadores e dos povos, sua mobilização e organização e a existência de um partido comunista capaz de formular orientações estratégicas e táticas capazes de dirigir as lutas emancipadoras.

O vosso congresso constituinte é uma ocasião propícia à reflexão, ao debate e à aglutinação de quadros dirigentes e militantes na nova etapa que se abre no desenvolvimento do partido dos comunistas italianos.

Durante décadas o Partido Comunista Italiano percorreu um caminho histórico de abnegação e luta, em nome dos elevados ideais da classe operária, com fluxos e refluxos, vitórias e derrotas. Trata-se da história de uma força política indispensável a todos aqueles que na Itália, lutam pelos direitos do povo e o socialismo.

O Congresso Constituinte do Partido Comunista Italiano realiza-se num momento em que as grandes potências imperialistas, principalmente os Estados Unidos e a União Europeia, atuam para atirar os efeitos do agravamento da crise do capitalismo sobre os trabalhadores, os povos e as nações que lutam por sua independência e desenvolvimento.

Essas potências imperialistas realizam uma escalada de ameaças, intervenções e agressões a fim de saquear as riquezas dos povos. São elas as responsáveis por guerras contra a ex-Iugoslávia, o Afeganistão, o Iraque, a Líbia, a Síria, o Iêmen. Igualmente são culpadas, com seus aliados sionistas israelenses, pelo cruel massacre do povo palestino.

A militarização do planeta é crescente, assim como o papel agressivo da Otan.

Na América Latina, está em curso uma contraofensiva, comandada pelo imperialismo estadunidense e as oligarquias locais para reverter o processo de mudanças progressistas iniciado no final do século passado, que transformaram a região num importante polo da luta anti-imperialista no mundo. Faz parte dessa contraofensiva o golpe de Estado parlamentar e judicial, levado a efeito pelas forças neoliberais e conservadoras, tendo em vista interromper o ciclo progressista dos governos liderados pelo ex-presidente Lula e a presidenta Dilma Rousseff, de que o nosso Partido participou.

Aproveitamos a ocasião para agradecer a solidariedade do PdCI e do povo italiano, que tomamos como um estímulo para prosseguir a luta pela democracia, a soberania nacional e o progresso social no Brasil.

Igualmente, reiteramos o nosso desejo e o nosso empenho pelo fortalecimento das relações fraternais internacionalistas entre os comunistas italianos e brasileiros.

Viva o Congresso Constituinte do Partido Comunista Italiano!

Fraternalmente, com saudações comunistas,

José Reinaldo Carvalho,
Secretário de Política e Relações Internacionais Comitê Central do Partido Comunista do Brasil

xxxxxxxxxxxxx

E a nossa história parece que está mudando, pelo menos essa foi a reflexão proposta no comentário feito pelo NATANAEL NASCIMENTO nas suas lúcidas e reflexivas palavras acerca da desnecessária mudança do nome do tradicional Agrupamento Tático Aéreo da nossa polícia que passou de GRUPO TÁTICO AÉREO para CENTRO TÁTICO AÉREO, por conta unica e exclusivamente do propósito do governador e da filosofia do seu partido comunista - PCdoB. 

Eis o comentário: 


Foto de perfil de Natanael Nascimento
Anteontem vi dois integrantes do GTA, o Grupo Tático Aéreo do Maranhão, mas quando observei suas vestimentas, vi escrito "CTA", Centro Tático Aéreo. Pois o atual governo mudou uma denominação e acrônimo já consagrados. O GTA (sim, vai ser GTA mesmo) é um grupo policial aéreo de tradição, conhecido nacionalmente. E que nenhum integrante do governo me venha com a esparrela de dizer que a mudança foi porque fizeram uma restruturação, melhorias, aumentaram efetivo, que compraram um disco voador e etc..... Se isso ocorreu, dava pra ter sido feito sem mudar o nome já tradicional e reconhecido do GTA (repito, é GTA). O GATE e a ROTA em São Paulo, e o BOPE no Rio, já possuem décadas com suas denominações preservadas. É claro que essa mudança me faz desconfiar da existência de um propósito de associar um grupamento policial a um governo. Aproveito e deixo ao governo do Estado do Maranhão sugestões: mudem o nome da atual PMMA, pode passar a ser PCMM, Polícia Comunista (ops, quis dizer Comunitária) Militar do Maranhão. A atual Polícia Civil do Maranhão (PCMA) pode passar a chamar-se PCdoB-MA, Polícia Civil Briosa do Maranhão. Acreditem, ficará bacana.

Gosto
Comentar
ANTES



DEPOIS


QUAIS SERÃO AS PRÓXIMAS MUDANÇAS ?!