quinta-feira, 7 de julho de 2016

Boa pergunta, JJ

Liberdade de expressão

JJ (João José Werzbitzki) 

Bolsonaro dedicou seu voto, no impeachment de Dilma, ao Ulstra. Mau gosto para uns, homenagem para outros, motivo de protestos para outros mais.

A verdade é que um parlamentar possui imunidade, para pode afirmar o que quiser, na tribuna na Câmara ou do Senado (não tem para cuspir num colega de Câmara). Como deve ser verdade que todos nós, brasileiros, temos direito à liberdade de expressão e de opinião.

Mas não é bem assim.

Conforme o que dissermos, ou escrevermos, podemos ser acusados até de bicho-papão, quando não de facista, bandido e o diabo-a-quatro.

Quanto ao Bolsonaro, ouvi ontem jornalista dos bons, da Globo News, dizer que ele tem liberdade de expressão até certo ponto.

Como assim? Até certo ponto?

Ou há liberdade de expressão no Brasil, ou não há – e vivemos numa ditadura (das minorias, na maioria dos casos).

Ou um parlamentar tem imunidade (sou contra isso, esclareço), ou não tem.

Liberdade de expressão a gente tem ou não tem?