quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Quadrilha que furtava objetos de carros com uma chave mestra é presa em Santa Rita-MA

Alteredo Machado Barros, conhecido como Cristino
Alvaner Pinheiro ferreira, 34 anos
Carlos Rodrigues Silva Coelho, 28 anos
Marcos Vinicius Gomes, 36 anos
Mauro Bonamigo Sousa da silva, 27 anos
No início da manhã desta terça-feira (3), foi presa uma quadrilha formada por cinco homens que estariam agindo no interior do Estado. Eles ocupavam um veículo modelo Siena, de cor branca com as placas falsificadas de táxi NHD 4346, segundo informações da PRF. O grupo foi abordado no posto da Polícia Rodoviária Federal no povoado de São Francisco, no Km 85 da BR-135, próximo à cidade Santa Rita. Ainda houve tentativa de fuga, mas foram presos de imediato e conduzidos para o 12º DP, no Distrito Industrial, onde os integrantes da quadrilha deram nomes falsos para a polícia.

Os presos foram identificados como Alteredo Machado Barros, conhecido como Cristino, 38 anos, morador do bairro da Vila Embratel; Alvaner Pinheiro ferreira, 34 anos, também morador da Vila Embratel; Carlos Rodrigues Silva Coelho, 28 anos, do Anjo da Guarda, apontado como o chefe do bando; Marcos Vinicius Gomes, 36 anos, o Baía, morador da Vila Isabel e Mauro Bonamigo Sousa da silva, 27 anos, do Sá Viana. 

No interior do veículo foram encontrados produtos de som automotivo, toca CD’s e módulos, além de caixas e alto-falantes, o que chamou a atenção da polícia foram as diversas camisas de universidade públicas e privadas encontradas no porta-malas do veículo, no modelo das que são confeccionadas para os formando como lembranças da tradicional “aula da saudade”.  

Segundo o delegado Kairo Clay, titular do 12º DP, o grupo é conhecido da polícia, sendo que três deles já têm passagem pela polícia e um, o Alteredo, já cumpriu pena por assalto. O delegado também informou que um dos detidos, Mauro, confessou que os produtos apreendidos foram furtados de veículos na cidade de Santa Inês, onde os mesmos, usando uma chave mestra, abriam os carros parados nos postos de gasolina e levava os objetos contidos em seu interior.

Fonte: http://imirante.globo.com/