sábado, 6 de dezembro de 2014

COROATÁ - MPMA visita delegacia após princípio de motim


Um início de rebelião foi registrado na manhã desta quarta-feira, 3, na Delegacia de Coroatá. Os presos tentaram quebras as celas e, em meio à confusão três presos fugiram. Dois fugitivos já foram recapturados e não houve feridos ou mortos.

Os 24 detentos reclamavam da superlotação, ambiente insalubre e "baderna" na unidade prisional. A delegacia do município funciona em um imóvel temporário, pois o prédio próprio está em reforma há cerca de dois anos. Atualmente, as obras estão paradas.

Logo após o controle do motim, a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Coroatá, Patrícia Pereira Espínola, e a juíza Josane Braga, da 1ª Vara da Comarca, realizaram uma visita ao local. De imediato, elas determinaram a transferência dos líderes da rebelião, além da abertura de um procedimento administrativo para avaliação do prazo de conclusão das obras da delegacia.

Fonte: http://www.mpma.mp.br/

A Delegacia de Coroatá foi incendiada no dia 23.02.13, na época os presos foram apontados como autores do incêndio, os mesmos teriam iniciado o incêndio jogando um pedaço de pano sobre motocicletas apreendidas que ficavam no pátio interno. Como se pode verificar nas imagens abaixo o estrago foi grande. Somente inquéritos policiais de 2012 teriam sido salvos. 
Desde então, depois que os 35 presos custodiados foram transferidos para outras delegacias o funcionamento das atividades da Delegacia de Coroatá passou a acontecer de forma ainda mais precária, dentro de uma garagem em um prédio de uma agropecuária pertencente aos pais do vereador Camilo (DEM), aliado da prefeita Teresa Murad, onde permanece até hoje, quase dois anos depois do fato.  


E NINGUÉM MAIS SE DEU CONTA DISSO?!

E O QUE ERA PARA SER UMA SITUAÇÃO PROVISÓRIA VIROU PERMANENTE, E AINDA PRECISA PRINCÍPIO DE MOTIN PARA ESSA SITUAÇÃO SER VERIFICADA PELAS AUTORIDADES ....  ANTES TARDE QUE NUNCA !!! 


Segurança Pública é coisa séria !
Delegacia não é presídio e
Policial não é Agente Penitenciário 

MAIS HOMICÍDIOS NO DIA DE HOJE, AS VITIMAS TODAS MENORES DE IDADE.

TERESINA(PI) - Um dos homicídios aconteceu no bairro Vila Bandeirantes, zona Leste de Teresina. A vitima foi o jovem Ismael Vieira, de apenas 16 anos, assassinado com um disparo de arma de fogo que lhe atingiu a cabeça. Segundo informações veiculada no 180graus.com, o rapaz, que morava na Vila Santa Bárbara, estava sentado em uma cadeira quando foi alvejado. Ele estava de cabeça abaixada mexendo em um pneu, que estava entre suas pernas, e não viu quando o atirador se aproximou. Sem nenhuma chance de defesa, o rapaz levou um tiro que quase atravessou a cabeça e morreu instantes depois. Da vitima o que se sabe é que era apontado por envolvimento em arrombamentos na região da zona Leste e havia sido posto em liberdade há poucos dias. 

O outro homicídio decorreu de uma troca de tiros na Vila Jerusalém. A vitima João Emanuel Rodrigues de Sousa, de 17 anos, foi alvejado com vários tiros por um indivíduo conhecido como Chacal.

Após perseguição, adolescente confessa tiro em maître para roubar moto

TERESINA (PI) - Policiais do Ronda Ciadão e do 9º Batalhão de Polícia Militar prenderam no início da tarde deste sábado (06) três acusados de envolvimento em assaltos na zona Norte de Teresina. Um dos presos, um adolescente de 16 anos, confessou à Polícia ter atirado contra Pedro Brito Silva, maître de um tradicional hotel de Teresina, baleado no queixo durante um assalto no bairro Memorare. De acordo com o sargento Izael Araújo, comandante da Força Tática do 9º BPM, a Polícia desconfiou da movimentação suspeita de quatro jovens em duas motos e iniciou uma perseguição. Houve troca de tiros e os bandidos se jogaram em um matagal no bairro Santa Maria da Codipi.

"Eles dispararam contra a guarnição e caíram no matagal. Lá dentro conseguimos prender três, mas um conseguiu fugir pelo mato", contou o policial.

Os presos foram identificados pelo sargento como Marcelo Pinho, conhecido como" Marcelo Queixão", de 27 anos, F.L. de 16 anos e T.F. 17 anos. Com eles foram apreendidas duas motos roubadas, sendo uma delas o veículo levado do maître na manhã desta sexta-feira (05).

Entenda o caso

O trabalhador estava saindo da feira quando foi abordado por dois adolescentes que levaram sua moto e o balearam com um tiro no queixo no bairro Memorare, zona Norte da capital. Pedro foi levado pelo SAMU para o Hospital de UrgÊncia de Teresina. De acordo com sua filha, Taline Silva, seu estado é grave mas estável. O maître passou por uma cirurgia e os médicos tentam estabilizar seus sinais vitais na UTI.

A esposa de Pedro, foi levada pela Polícia para a Central de Flagrantes onde fez o reconhecimento do acusado.


DENÚNCIA QUE PRECISA SER AVERIGUADA


"Espada" artesanal 

TERESINA(PI) - Um artefato artesanal semelhante a uma espada atingiu o carro da major do Corpo de Bombeiros, Najra Nunes, por volta das 22h desta sexta-feira (6). O Objeto pontiagudo atravessou o vidro do automóvel e ficou cravado no encosto do banco traseiro. A filha de 15 anos da militar, que estava na parte traseira, por pouco não foi atingida. "Estávamos em frente à favela Murilo Resende, quando bandidos arremessaram esta arma, quando eu voltava do shopping. Acredito que intencionavam parar meu carro para assalto. Por pouco minha filha, que estava no banco traseiro, não foi atingida. Ela costuma sentar nesse local e só não o fez porque ,graças a Deus, coloquei a sacola de compras no lugar", lembra a militar. O local onde o fato aconteceu é a via que liga a avenida Higino Cunha, após a ponte Wall Ferraz, ao balão do CFAP e à avenida Marechal Castelo Branco.

"Na PM fiquei sabendo que outros casos semelhantes vem acontecendo no local. Algo precisa ser feito ou alguém pode acabar morrendo!", pondera a major Najra. 

No início desse ano, vários veículos foram alvo de pedras arremessadas do viaduto da Barão de Castelo Branco, que fica próximo ao local onde o episódio com a major aconteceu.

Fonte: http://cidadeverde.com/

NOITE DE POSSE

Ferreira Gullar, cadeira 37 
Academia Brasileira de Letras (ABL)

Blitz da Operação Brasil Integrado termina com morte

Que tragédia! Lamentável mesmo a morte da comerciária Joina Tavares Monteiro. A triste noticia acabo de ver veiculada no blog do Efrém que durante todo o dia cobriu a Operação Brasil Integrado (!) A jovem morreu ao cair da Ponte da Amizade e ter seu pescoço quebrado. O acidente foi provocada por um motoqueiro que fugia da blitz realizada na citada Operação realizada no dia de ontem, 05.11.14,  nas cidades de Teresina e Timon. Mais uma dessas absurdidades cotidianas ... Que o responsável pelo acidente seja localizado e punido ! 
Imagem Efrém Ribeiro

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Mafalda.

Delegado Regional de Codó nega acobertamento de ações criminosas

O Delegado Regional de Codó, Rômulo Vasconcelos, pede direito de resposta ao post publicado no blog Adalberto Miranda no dia 2 de Dezembro de 2014, Rede de proteção: delegado regional de Codó é suspeito de acobertar ações criminosas. 

A seguir a palavra do delegado.

Direito de Resposta

“Inicialmente, gostaria de esclarecer que estou na Cidade de Codó há onze anos, sendo que neste período já passaram por esta Regional seis Delegados e hoje estou no comando da mesma. Em referência às acusações, ressalvo que são criminosas, irresponsáveis, absurdas, totalmente infundadas e sem credibilidade.

Não passam de palavras soltas escritas por um blogueiro natural de Codó, mas que há mais de 20 anos reside em São Luís e com certeza não sabe nada da realidade das pessoas de credibilidade e prestígio social da nossa cidade. O citado blogueiro relatou várias acusações sem nomes e sem provas. 

Em referência ao tópico de corpo mole em combate ao crime, é senso comum na nossa cidade que a nossa equipe de policiais combate diuturnamente o crime na região. Em referência a indicação de advogado e ao apadrinhamento de político, ou qualquer tipo de proteção por parte de qualquer empresário, são palavras soltas, levianas e sem fundamento. Trato todos os advogados, empresários e políticos com total imparcialidade. 

Em referência ao assalto a uma joalheria em Codó, digo que infelizmente não foi possível evitar o roubo. Mas foram feitas diligências. Este assalto aconteceu em meados de 2011 e os suspeitos foram presos em São Luís por outra equipe da policia civil.” Delegado Rômulo Vasconcelos.

REVEJA A MATÉRIA
REDE DE PROTEÇÃO: DELEGADO REGIONAL DE CODÓ É SUSPEITO DE ACOBERTAR AÇÕES CRIMINOSAS

No cargo há quase dez anos, o delegado regional de Codó, Rômulo Vasconcelos, não pode continuar na função, diante das denuncias de que está fazendo corpo mole, no combate ao crime.

Estaria até mancomunado com um advogado, para garantir a liberação de criminosos que venham a ser presos.

Antipatizado pela PM e pelos outros delegados, por conta do estrelismo e ações no sentido de aparecer na imprensa, o rambo Rômulo Vasconcelos teria evitado fazer o flagrante de um roubo de uma joalheria.

Ele foi avisado antecipadamente que haveria o assalto, mas mesmo assim deixou que acontecesse e depois, prendeu os criminosos, mas as joias nunca apareceram.

Protegido do mega empresário sarneysista FC Oliveira, que pensa ser o dono de Codó, o delegado regional atuaria também em parceria com um advogado, repassando informação privilegiada de prisões e assim permitir que o ‘aliado’ fature com a liberação dos criminosos.

A população de Codó está fazendo um dossiê com as denúncias contra o delegado, para evitar que ele venha a permanecer no cargo de delegado regional, afinal só atende aos próprios interesses e aos do empresário FC Oliveira.

Apesar das ações ‘espetaculares’ que realiza para aparecer na TV e nos blogues, a criminalidade em Codó só tem crescido e as facções ligadas às drogas mandam no município e na região.

Além disso, é preciso que haja rodízio, uma vez que os vícios adotados pelo atual delegado regional são por conta dos vários anos que ele está acomodado no cargo, sempre sob a proteção do grupo Sarney.




REALIDADE DA POLICIA CIVIL DE NORTE A SUL


SINPOL PE denuncia déficit no quadro da PCPE

O sindicato recebeu na tarde desta sexta-feira (5), a reportagem do Jornal do Commercio e apresentou dados que denunciam o déficit, no quadro de pessoal lotado na Polícia Civil do estado. Dados que observam o quantitativo de saída de funcionários seja por meio de solicitações ou aposentadorias, contrastando com o número de policiais na ativa e com os índices e metas de desempenho apresentados pelo governo do estado foram divulgados para publicação.

Segundo esses dados o quadro funcional hoje da PCPE comporta um total de 5.757 profissionais (levantamento de setembro), que sugere aproximadamente 49% da capacidade de vagas reservada a polícia civil. No caso dos Agentes de Polícia esse falta de efetivo corresponde a 55,61% da capacidade. Isso sem contar os servidores que se encontram na ativa, porém, já poderiam pedir à aposentadoria que respondem por 645 profissionais.

No quesito salário, a denúncia se deu pela falta de isonomia no tratamento entre as funções de Delegados e a outras, para o pagamento da gratificação por risco de vida. Enquanto Delegados recebem uma gratificação que chega a 225% do salário, Escrivães, Agentes e demais funções do quadro recebem apenas 100%. Nas palavras de Áureo Cisneiros, presidente do SINPOL, “Se esse cenário de déficit no efetivo, somado ao rebaixamento salarial e a falta de investimento na polícia civil continuar, não irá demorar, para a PCPE entrar em colapso”, prevê.

Fonte: http://www.sinpol-pe.com.br/

CAPITÃO FÁBIO ABREU, NOVO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DO PIAUÍ

O novo secretário estadual de segurança, Fábio Abreu, afirmou que vai organizar a segurança pública no Estado com foco no combate ao tráfico de drogas. 

“A prioridade nossa é reorganizar, pois hoje não temos o básico, que é o combustível para uma viatura rodar, essa é uma necessidade urgente. Vamos ver a reposição de efetivo e relocação de alguns policiais, para ter a polícia na rua, pois a principal atividade de polícia militar é ir para as ruas e a polícia civil cuidar das investigação”



PORQUE VAI TER MUITO TRABALHO E DOR DE CABEÇA SE A REAL INTENÇÃO FOR FAZER O QUE DEVE SER FEITO .... 
PELO MENOS É ISSO QUE SE ESPERA !!! 

[...]


Túnel de 20 metros com iluminação e ventilação seria usado na fuga de 150 presos da Irmão Guido


TERESINA(PI) - Durante uma ronda no final da manhã de hoje (4), agentes penitenciários flagraram uma tentativa de fuga na Penitenciaria Regional “Irmão Guido” em Teresina. Um túnel de aproximadamente 20 metros foi encontrado, cerca de 25 presos estavam tentando fugir no momento. 

Segundo o diretor administrativo do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Kleiton Holanda, o número de fugas poderia ter sido maior, já que durante o banho de sol todas as celas do pavilhão B estavam abertas, totalizando uma quantidade de 150 detentos que poderiam ter tido acesso ao túnel.

O túnel foi localizado nas celas 11 e 12, com uma profundidade de 4 metros, a rota de fuga tinha ainda um outro túnel para ventilação e ao longo do percurso foram encontrados ventiladores e iluminação para auxiliar os presos durante a fuga.

Para Kleiton Holanda a estrutura do presídio facilita as tentativas de fuga. "A Irmão Guido é frágil em toda sua estrutura, desde a construção. O chão é úmido e não requer quase nenhum esforço para eles", afirmou.

O diretor administrativo do Sinpoljuspi informou ainda que durante a vistoria foram encontradas diversas barras de ferro, que teriam sido arrancadas da estrutura do presídio e que foram utilizadas na escavação do túnel.

"Eles arrancam da estrutura das paredes. Na vistoria encontramos também um aparelho celular e carregador, havia chamadas e mensagens registradas na data de hoje", informou Kleiton Holanda.

O agente informou ainda que toda a categoria teme uma rebelião. "Temos receito de que aconteça uma rebelião, a falta de estrutura é muito grande. A segurança é feita com as próprias armas dos agentes, somos nós que custemos até as munições", ressalta.

Sim senhor !


quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

ESTADO AUSENTE

Delegado que investiga grupo de extermínio diz que estado foi ausente


Durante uma coletiva realizada para a imprensa, na sede da Polícia Federal, em Aracaju, sobre a Operação Poço Vermelho, que investiga a participação de pessoas suspeitas de integrar um grupo de extermínio na cidade Poço Verde, a 185 Km de Aracaju, o delegado da PF, Milton Rodrigues aproveitou também para destacar detalhes sobre o inquérito instaurado para investigar a morte do ex-presidiário, João Augusto Aurelino Batista, morto em 15 de outubro após ter supostamente reagido a uma abordagem policial na cidade.

Segundo o delegado, a polícia estava realizando investigações sobre um grupo de extermínio em Poço Verde, quando o crime contra ao ex-presidiário aconteceu e por isso, um outro inquérito foi aberto para saber se assassinato tem alguma relação com os milicianos que agem na região.

“O assassinato tem indícios de execução sumária. Mas temos a obrigação de verificar da mesma maneira que investigamos a milícia”, disse o delegado.

Ele informou ainda que outro fato relacionado à morte do ex-presidiário está sendo investigado. “Uma pessoa foi presa portando uma arma durante a operação da Policia Civil e uma outra está sendo investigada”.

De acordo com Milton Rodrigues, a ausência do estado resultou no fortalecimento da milícia. “O Ministério Público pediu reforço policial para a cidade em virtude das várias mortes registradas no local, mas o estado foi ausente. E a milícia se fortaleceu passando a falsa imagem de segurança para a população”.

A Secretária de Segurança Pública diz que não vai se manifestar sobre as declarações do delegado.

Fonte

ESTADO AUSENTE, MILÍCIA FORTALECIDA 


A CADA DEZ MINUTOS UMA PESSOA FOI VITIMA DE ESTUPRO NO BRASIL EM 2013

Segundo a polícia, exames de DNA comprovaram o crime. Em depoimento, ele disse que não se lembra dos abusos sexuais à menina.
Mecânico foi preso no trabalho, suspeito de abusada neta (Foto: Mayra Bandeira/ A Gazeta)
VILA VELHA(ES) - Um mecânico de 57 anos foi preso no trabalho, nesta quarta-feira (3), suspeito de abusar sexualmente da neta, uma menina de 11 anos, em Vila Velha, Espírito Santo. Segundo a polícia, exames de DNA realizados em um cobertor e na calcinha da criança comprovaram o crime. Em depoimento aos policiais, homem disse não lembrar do ocorrido. Ele vai responder pelo crime de estupro de vulnerável e pode pegar até 22 anos de reclusão. O suspeito foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Segundo o delegado Érico Mangaravite, da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA), a criança foi estuprada pelo avô por cerca de seis meses. Os abusos teriam ocorrido de janeiro até junho deste ano.

A violência acontecia na casa da vítima. “A criança mora no local com os pais, mais três irmãos e os avós. O suspeito aproveitava as situações em que estava sozinho com a vítima para cometer os abusos. Em algumas ocasiões, chegou a entrar no quarto da menina de madrugada, para estuprá-la”, contou o delegado.

Mangaravite disse ainda que não há a possibilidade de outros netos também terem sido abusados pelo avô. “Isso não ficou comprovado durante as investigações”, completou.

O caso começou a ser investigado depois que a mãe da menina, filha do suspeito, procurou a DPCA para denunciar o caso. “A mãe notou uma mudança no comportamento da filha, que passou a ficar mais agressiva, e percebeu que haviam manchas brancas no cobertor e nas roupas íntimas da criança”, informou o delegado.

Desconfiada, ela teria perguntado à filha o que estava acontecendo e a criança contou os abusos praticados pelo avô. A menina disse que só não relatou nada antes, pois sentia vergonha e não tinha coragem de dizer o que estava acontecendo. Além disso, temia a reação do suspeito.

Em depoimento, o mecânico negou todas as acusações e disse à polícia que poderia ter feito uso de bebida alcóolica, mas que não se lembrava de nada. Amostras de sangue do suspeito e as roupas da criança foram encaminhadas para perícia, que confirmou o estupro.


Seguranças pedem mudanças na lei após roubo e mortes em carros-fortes

Categoria só pode usar armamento inferior ao que criminosos tem acesso. 


Seguranças e empresas que atuam no transporte de valores pedem uma mudança na lei que regulamenta atividade. Eles alegam que se sentem desprotegidos com as armas que são autorizadas a utilizar durante o trabalho. A discussão veio à tona após uma quadrilha interceptar e explodir dois carros-fortes na última segunda-feira (1º), na BR-153, entre Morrinhos e Goiatuba, no sul de Goiás. Três vigilantes morreram.

De acordo com a Lei 7.102, de junho de 1983, o vigilante só pode portar, quando estiver em serviço, revólver calibre 32 ou 38. Se estiverem fazendo transporte de valores, também poderão portar espingardas calibre 12, 16 ou 18.

Em contrapartida, as quadrilhas usam armamento bem mais pesado. No assalto que vitimou os três seguranças, o grupo disparou com uma metralhadora calibre 50, considerada artilharia antiaérea, ou seja, conseguem derrubar até mesmo avião.

O empresário da área de transporte de valores, Ivan Hermano Filho, diz que o arsenal das empresas é limitado, pois serve apenas para uso de curta distância. Além disso, ele critica a entrada de armas contrabandeadas no país.

"Nosso desejo realmente é que nossa fronteiras fossem resguardadas de forma tal que não permitissem que armas de grosso calibre não entrassem no Brasil. Mas enquanto isso não acontece, nós precisamos do equilíbrio de forças", pondera.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores de Segurança Privada (Contrasp) aprova a ideia, mas pede, além da atualização da lei, pede que as empresas invistam mais em escolta para os trabalhadores.

"Uma operação como essa, com três carros forte, carregado de dinheiro tinha que ter um helicóptero, tinha que ter alguém vigiando porque era muito dinheiro que eles estavam transportando", diz o presidente do órgão, João Soares.

Prisão
A Polícia Civil de Goiás confirmou que dois homens presos em São Paulo integram a quadrilha que praticou o assalto e matou os três vigilantes. Com dupla, foram encontrados fuzis, metralhadoras, coletes à prova de balas, explosivos, máscaras, materiais usados para arrombar cofres e cerca de R$ 700 mil. Os objetos estavam escondidos em um caminhão.

A titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) de Goiás, Adriana Ribeiro, explicou que os suspeitos confessaram à polícia a participação no assalto. No entanto, segundo a delegada, como eles usam documentos falsos, ainda não foram identificados.

O responsável pelo Grupo Antirroubo a Banco da Deic, Alex Nicolau Nascimento Vasconcelos, está em São Paulo para interrogar os detidos. A polícia acredita que os outros seis homens estejam envolvidos. Eles estão foragidos.

Assalto
A quadrilha utilizou dois caminhões para bloquear a rodovia e fazer com que os carros-fortes parassem na BR-153. Dois dos três veículos foram explodidos. Além dos três funcionários mortos, outros nove foram rendidos pelos criminosos, mas foram libertados depois da ação, sem ferimentos.

A violência do ato surpreendeu até mesmo a polícia. “Modus operandi ousado, peculiar, a gente não sabe o motivo que os levaram a tamanha agressividade", conta o delegado. Por enquanto, nenhuma linha de investigação está descartada.

PM pode ser expulso após tirar fotos com cinco jovens nuas em viatura


Fotos que mostram um grupo de mulheres posando nuas e seminuas ao lado de um policial e sobre uma viatura da Polícia Militar Ambiental começaram a circular pelas redes sociais na noite desta quarta-feira (3). Apesar do veículo estar parcialmente coberto, ele foi identificado como pertencente ao 3° Batalhão de Polícia Ambiental, que atende cidades do litoral de São Paulo como Guarujá, Bertioga e Ubatuba, até o limite com o Estado do Paraná. As identidades do policial e das jovens ainda são desconhecidas.

Nas imagens, é possível ver cinco jovens nuas fazendo diversas poses em cima de uma pick-up e acompanhadas de um policial militar fardado. A placa da viatura está coberta com um pano, assim como outros detalhes, mas os artifícios não são suficientes para descaracterizar o veículo oficial. 

Por meio de nota, a Polícia Militar afirma que tomou ciência dos fatos e que irá apurá-los com o máximo rigor. O policial militar, sendo identificado, irá responder a um processo administrativo exoneratório, que poderá acarretar em sua expulsão da instituição.

Histórico
Essa não é a primeira vez que fotos de mulheres andando nuas pelas ruas de cidades da Baixada Santista são registradas. Em novembro de 2012, uma mulher foi flagrada correndo por uma avenida de São Vicente sem as roupas. No mesmo mês, outra jovem foi avistada nua, dessa vez em uma praia de Santos.

Fonte: http://g1.globo.com/

Filho de empresário é preso acusado de estuprar criança em motel

del. Rodrigo Morais

Delegado Rodrigo Morais e agentes de Policia Civil de São João do PI
SÃO JOÃO DO PIAUI(PI) - De acordo com o delegado regional de São João do Piauí, Rodrigo Morais, a violência sexual foi comprovada através de exame de corpo de delito que constatou a conjunção carnal. A vítima foi abordada ao sair da igreja e levada a um motel. 

"O caso ocorreu há cerca de 10 dias e o estupro ocorreu dentro de um motel na saída para o município de São Raimundo Nonato. A vítima tinha acabado de sair do ensaio para a 1º comunhão e ia para a pizzaria. O acusado abordou a menina no meio da rua, forçando-a, mediante ameaças verbais, a entrar no carro", explica Rodrigo Morais.

Devido a gravidade das lesões, a garota foi submetida a cirurgia nas partes íntimas em Teresina e está sendo acompanhada por psicólogos.

J.M.M cumpre prisão temporária por 30 dias que deverá ser convertida em preventiva. "Ele deverá responder pelo crime de estupro vulnerável com pena de 8 a 15 anos de reclusão e será transferido para o presídio de São Raimundo Nonato", finaliza Rodrigo Morais que efetuou a prisão com auxílio dos agentes da Polícia Civil recém-empossados.


quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

[...]


Coletiva apresenta resultados preliminares da Operação Geist

Representantes das instituições envolvidas na investigação
esclareceram detalhes da operação Geist
Em entrevista coletiva, realizada nesta quarta-feira, 3, na Procuradoria Geral de Justiça, integrantes do Ministério Público do Maranhão, Controladoria Geral da União, Polícia Civil e Polícia Federal, deram detalhes da Operação Geist (fantasma em alemão), realizada no início da manhã de hoje.

De acordo com o promotor de justiça Marco Aurélio Rodrigues, coordenador do Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão em 13 endereços de São Luís e um em Itapecuru-Mirim. Nove equipes formadas por policiais, delegados e técnicos dos órgãos envolvidos realizaram, simultaneamente, as ações de busca e apreensão.

No apartamento do empresário Fabiano de Carvalho Bezerra, localizado no condomínio Lakeside (Ponta da Areia), que seria o operador de um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos na Prefeitura de Anajatuba e em outros municípios maranhenses, foram apreendidos cheques em branco, contratos, computadores e outros documentos que podem ter relação com as supostas fraudes. Até um carimbo do Cartório Celso Coutinho, de São Luís, foi encontrado na residência.

Além do promotor Marco Aurélio Rodrigues, participaram da coletiva os delegados Luís Jorge, da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Parente Júnior, da Polícia Federal, o chefe da Controladoria Geral da União (CGU) no Maranhão Francisco Alves Moreira, e o auditor Sérgio Junqueira, também da CGU.

Segundo o coordenador do Gaeco, a próxima etapa da investigação é a análise de todo o material apreendido, a fim de enriquecer o conjunto probatório. Ele acrescentou que os valores dos contratos com suspeita de irregularidades já somam mais de R$ 30 milhões. A empresa A4, de propriedade de Fabiano de Carvalho Bezerra, possui contrato no valor de R$ 6 milhões com a Prefeitura de Anajatuba para prestação de serviços de transporte, inclusive o escolar, mas não possui um automóvel sequer.

Francisco Alves, da CGU, informou que, além dos recursos federais desviados dos cofres públicos, as investigações detectaram que há recursos do Tesouro estadual e de fontes próprias do município de Anajatuba desviados pelo esquema de corrupção. Entre as irregularidades já detectadas em processos licitatórios, a partir de auditorias da CGU, estão o direcionamento nas licitações, restrição à concorrência, contratos de fachada e pagamentos por serviços não executados.

Alves afirmou, ainda, que algumas das empresas beneficiárias do esquema não existem fisicamente no endereço declarado, não possuem funcionários, nem veículos e máquinas, embora uma delas tenha sido contratada para realizar a coleta de lixo.

OUTROS MUNICÍPIOS

Na entrevista coletiva, os integrantes dos órgãos de controle no Maranhão informaram que as investigações preliminares indicam que as mesmas irregularidades constatadas em Anajatuba podem estar ocorrendo em cerca de 30 municípios, entre os quais Caxias, Codó, Trizidela do Vale, Chapadinha e Itapecuru-Mirim.

FAMÍLIA DE DETENTO QUE MORREU EM PRISÃO TEM PEDIDO DE INDENIZAÇÃO NEGADO

Decisão da 12ª Câmara de Direito Público do TJSP confirmou decisão da Comarca da Capital que julgou improcedente ação indenizatória ajuizada pela filha de um detento que morreu na prisão.

De acordo com os autos, o homem estava na Penitenciária Valentim Alves da Silva quando, em outubro de 2010, passou mal em sua cela e foi encaminhado por agentes penitenciários ao Hospital das Clínicas de Marília, onde faleceu por asfixia causada por edema pulmonar. A autora alegou que o pai fora envenenado e que houve omissão estatal no episódio.

Para o relator Venicio Salles, não há provas de que tenha havido envenenamento ou qualquer nexo causal entre o evento danoso e a conduta da Administração. “Não há como se atribuir responsabilidade à Fazenda do Estado pelo óbito. Como cediço, para responsabilização do ente público, é mister a presença do dano e do nexo causal. No caso sub examine, ausente o nexo, pois inexistente qualquer indício de falha no dever de tutela, não tendo o óbito qualquer relação com alguma ação ou omissão do Estado.”

Também participaram do julgamento, que teve votação unânime, os desembargadores José Manoel Ribeiro de Paula e Edson Ferreira da Silva.

Apelação nº 0005363-23.2011.8.26.0053

Polícia prende seis pessoas e apreende drogas e R$ 24 mil em São Bernardo

Na operação, uma adolescente de 14 anos tentou esconder 24 cabeças de crack nas partes íntimas. Porém, ao ser revistada pelos policiais, a droga foi descoberta e a adolescente apreendida

Uma mega operação da Polícia Civil da Regional de Chapadinha, em conjunto com delegacias de outras cidades, no município de São Bernardo, na manhã desta quarta-feira (3), resultou na prisão de seis pessoas e na apreensão de 1,5 kg de crack, 237,5g de maconha, além de diversas armas de fogo, diversos veículos roubados e mais de R$ 24 mil.

Na operação, uma adolescente de 14 anos tentou esconder 24 cabeças de crack nas partes íntimas. Porém, ao ser revistada pelos policiais, a droga foi descoberta e a adolescente apreendida.

A operação foi desencadeada em cumprimento a mandatos de busca e apreensão. A ação policial contou com o apoio da polícia civil dos municípios de Urbano Santos, Chapadinha, Brejo, Magalhães de Almeida, Tutóia e Araioses. 

Conforme o delegado, as ordens judiciais foram requeridas pela Delegacia de São Bernardo, após investigações sobre a incidência do tráfico de drogas na região, onde foram identificados os principais traficantes e os pontos de venda.

Durante a operação foram presos: Alonso Lima Freitas, 24 anos; Augusto Felix da Paz, 24 anos; Daugiza Felix da Paz, 56 anos; Carlino Felix da Paz, 31 anos; Marinalva Santos Alves, 36 anos; Antônio Carlos Lima de Oliveira, 34 anos.

Fonte

Preso suspeito de roubar arma de policial militar, em São Luís

Erik Floriano Silva
SÃO LUÍS(MA) – Um dos três envolvidos no assalto a um policial militar, que aconteceu no início da noite de ontem (2), foi preso pela Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (3). O homem, identificado como Erik Floriano Silva, mais conhecido como “Saci”, foi preso dentro da casa dele, no bairro São Francisco. Segundo a polícia, Erik é um dos criminosos mais perigosos da região.

De acordo com o policial Afrânio Ribeiro, chefe de captura do 9º Batalhão de Policia Civil, a polícia está trabalhando para localizar a arma roubada e os outros dois envolvidos no assalto. “Nós já estamos investigando para localizar esses outros dois elementos e a arma roubada. Tenho certeza que vamos conseguir prendê-los”, afirmou. Erik foi autuado em flagrante pelo roubo e, segundo a polícia, é suspeito de dois homicídios. Ele já foi ouvido e está à disposição da Justiça.

Entenda o caso
Na noite dessa terça-feira (2), um policial militar (que não estava fardado) foi abordado por três homens armados, que estavam em duas bicicletas, no Centro da cidade. Os assaltantes levaram o celular, a carteira e a bolsa do policial, onde estava a pistola e o fardamento dele. Após a ação dos bandidos, o policial, após conseguir reforços, ainda tentou localizá-los, mas não obteve êxito.

COMUNICADO AOS POLICIAIS CIVIS DO PIAUÍ

O presidente do SINPOLPI comunica a todos os policiais civis, lotados nas Delegacias Distritais e Especializadas da Capital, que receberem determinação dos delegados titulares e adjuntos, referente ao Ofício Circular n° 41/GDG/2014, do delegado geral, no sentido de custodiar presos da Justiça que estiverem internados no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e no Hospital Getúlio Vargas (HGV), que exijam anteriormente uma ordem de missão ao delegado responsável, com detalhamento do serviço e assinado por ele. Caso não seja feita a devida ordem de missão, orientamos que o policial Chefe de Plantão registre em relatório e que seja enviado uma cópia (da ordem de missão ou do relatório) para o Departamento Jurídico do Sindicato.



OPERAÇÃO DAS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR E DA SEIC RESULTA NA PRISÃO DE UMA QUADRILHA ESPECIALIZADA EM ASSALTO A BANCO EM LAGOA GRANDE

Uma operação conjunta deflagrada pelas Policias Civil e Militar de Lago da Pedra e pelo Departamento de Combate a Roubo às Instituições Financeiras (Decrif), órgão ligado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), sob o comando do delegado Jorge Pacheco e pelo tenente Oliveira, resultou, no final de semana, na desarticulação de uma quadrilha de assaltForam presos, Cícero da Cesário da Silva Filho, o “Cleiton; Antônio Carlos Castro da Silva; Alex Viana e Felipe Amaral Mendes.

Segundo o delegado de Lago da Pedra, Jorge Pacheco, a Policia Militar recebeu uma denúncia anônima que informava que a agência bancária de Lagoa seria explodida. “De posse dessas informações, a Polícia Civil, a PM e o Decrif montaram um força tarefa para impedir esse crime” disse.antes de banco e na apreensão quatro motocicletas, na cidade Lago da Pedra.

Quando o bando estava se dirigindo para a cidade de Lagoa Grande, foi surpreendido pelos policiais civis e militares, nas proximidades do Povoado Sumaúma, daquele município. 

Na ocasião, os elementos reagiram à ação policial e conseguiram adentrar no matagal. No entanto, os agentes fizeram o cerco e prenderam quatro pessoas de sete integrantes da quadrilha. Na ocasião, foram apreendidas quatro motocicletas, duas armas de fogo, coletes balísticos e balaclava.

Ainda de acordo com o delegado, em depoimento, os indivíduos confessaram que tiveram envolvimento na explosão dos caixas do banco de Lago do Rodrigues e Lago do Junco. Conforme explicou Jorge Pacheco, Cícero responde a um processo em Lago da Pedra por homicídio e Felipe é foragido da Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís.

Após a prisão, os quatro criminosos foram encaminhados para a delegacia, onde foram autuados na Lei das Organizações Criminosas. Em seguida, foram recambiados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, na capital maranhense.

Fonte: https://www.ssp.ma.gov.br