segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Servidores da Sejus, Sesapi e Polícia preparam protestos no Karnak e ALEPI

Os representantes de Sindicatos de várias categorias de servidores do Estado temem que o pagamento dos planos de cargos e salários não seja realizado, por isso, na próxima terça-feira (18) os dirigentes sindicais estarão na Assembleia Legislativa para solicitar aos deputados uma audiência pública para discutir a situação dos servidores do Estado e pedir a suspensão da PEC 02/2014, que garante aumento para a categoria dos auditores fiscais do Estado. 

Outro ato está marcado para o próximo dia 24 de novembro, às 9:00h, em frente ao Palácio de Karnak, para pressionar o Governo do Estado a receber e negociar com os representantes das categorias.

A alegação do Estado para o não pagamento dos reajustes dos servidores é que o Tribunal de Contas (TCE) impediu o Estado de fazer novas despesas.

******

Aprovada a equiparação dos salários de auditor fiscal ao de desembargador do TJ

                      Deputados aprovaram PEC de forma unânime
A exemplo da Comissão de Constituição e Justiça, que aprovou por unanimidade a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 02/2014, o plenário da Assembleia Legislativa referendou a votação na CCJ e, por 23 votos a favor (seis deputados estavam ausentes e um licenciado), equiparou os salários de auditor fiscal ao de desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí.

A PEC dá nova redação aos artigos 49, parágrafo 2ª, e 54, X, onde é acrescido o parágrafo 3º da Constituição Estadual, equiparado o salário do auditor fiscal não mais ao de governador, mas ao salário de desembargador do TJ.

Dezenas de auditores e servidores da Secretaria de Fazenda acompanharam as votações na CCJ e no plenário. A categoria comemorava muito a cada voto (nominal) a favor da aprovação da PEC.

O deputado Gessivaldo Isaías (PRB) chegou pouco tempo depois de concluída a votação. Ele registrou o voto “sim” à proposta, que retorna a plenário na próxima terça-feira (18).

A Secretaria de Estado da Fazenda conta atualmente com 150 auditores fiscais.