segunda-feira, 10 de novembro de 2014

PROMOTORA LEIDA DINIZ EM MAIS UMA EXEMPLAR ATUAÇÃO

QUE SIRVA DE EXEMPLO ENTÃO...

A promotora Leida Diniz propôs uma ação de improbidade administrativa contra um ex-servidor do Ministério Público do Estado do Piauí. Antônio Elony ocupou o cargo em comissão de Assessor de Procurador de Justiça entre março de 2010 e março de 2013, mas não vivia em Teresina, e sim no Ceará.

Segundo a petição, uma inspeção da Corregedoria do MP-PI na Procuradoria de Justiça em que Antônio Elony era lotado encontrou o setor com as portas fechadas em horário de expediente. Com isso, foi aberta sindicância, em que se detectou que o ex-servidor, além de não comparecer ao local de trabalho, exercia diversas atividades incompatíveis com seu cargo no MP-PI.

Ele atuava como Procurador do Município de Umari, trabalhava como advogado privado e chegou a candidatar-se ao cargo de vereador em Umari, sem ter apresentado qualquer pedido de autorização ao Ministério Público.

A ação tramita na 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública.