domingo, 16 de novembro de 2014

Após discussão de trânsito, policial federal mata tentente do 25º BC em Caxias


O segundo tenente combatente do 25º Batalhão de Caçadores José Ramos Correia Júnior foi assassinado na noite deste sábado (15) em Caxias, no interior do Maranhão. O escrivão da Polícia Federal Isnardo Franciolli, que foi preso em flagrante e encaminhado para o 1º Distrito Policial da cidade maranhense, é o acusado de ter cometido o crime.

O assassinato aconteceu após uma discussão de trânsito, em frente a uma pizzaria no Centro de Caxias. Depois de um bate-boca, o policial federal atirou contra o peito do tenente do Exército.

A motivação do crime, segundo informações, teria sido uma discussão banal no trânsito. O tenente teria chegando à pizzaria Nostra Ppizza na primeira hora da madrugada deste domingo e obstruído a rua no momento que chegou no local. O agente da PF, que também tentava seguir pela rua no exato momento, teria buzinado demonstrando que queria passar.

O tenente se mostrou irritado com a buzina e de acordo com testemunhas, com o braço pra fora do carro teria feito um gesto obsceno. A partir daí os ânimos ficaram exaltados.

Revoltado, Isnardo foi até o carro do tenente e desferiu dois socos nele. José Ramos então saiu do carro e iniciaram um bate boca, momento em que o agente teria disparado fatalmente contra o tenente.

Segundo tenente do 25º Batalhão de Caçadores, localizado em Teresina, José Ramos ingressou no Exército em 2011. Ele era instrutor do Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR) no Batalhão Alferes Leonardo de Carvalho Castelo Branco.

Isnardo Franciolli, acusado de matar José Ramos
José de Ribamar Correia Júnior, 25 anos
Fonte: http://cidadeverde.com/