quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Delegados participam de curso com integrantes da Polícia de Miami sobre procedimentos na corregedoria


Durante quatro dias, os Delegados de Polícia e associados da Adepol-AM, Carla Biaggi, Turíbio Corrêa e Renato Fonseca, participaram do curso “Investigação de Assuntos Internos” que levou aos profissionais informações sobre procedimentos realizados pelas Corregedorias de Polícia, no âmbito administrativo e criminal. 

O curso, que foi promovido pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP), contou com a parceria da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília. Cerca de 15 servidores das Polícias Federal, Civil e Militar e Corpo de Bombeiros participaram das aulas, que foram ministradas por três integrantes da Miami Police Academy. As aulas tiveram o recurso da tradução simultânea. 

Para a Delegada Carla Biaggi, que atualmente preside a Unidade de Apuração de Ilícitos Penais da Polícia Civil do Amazonas, os procedimentos entre as Corregedorias do Estado e de Miami possuem algumas semelhanças, mas as diferenças são significativas.

“A investigação deles (Miami Police) é mais complexa do que a nossa porque eles possuem maior acesso à tecnologia. Lá a própria estrutura da cidade oferece isso às equipes pois em quase todos os locais como: casas, lojas e nas ruas há câmeras de vigilância. E as imagens se tornam uma ferramenta importante para a investigação”.

A autoridade policial ressaltou ainda a questão geográfica de uma cidade para outra, “Em Manaus nós temos cerca de dois milhões de habitantes já em Miami são 500 mil e além disso, muitas estradas, por isso a equipe não possui problema de locomoção. Para nós irmos aos municípios, por exemplo, só se for de barco ou avião e muitas vezes demoramos horas para chegar. Dos 62 municípios, em apenas nove conseguimos ir de carro,” argumentou. 

Entre os conteúdos estavam: Procedimento de Investigação, Prevenção de corrupção/Investigação, Crimes Sexuais e Má Conduta, Policiais Envolvidos em Tiroteio/ Morte sob Custódia, Procedimentos Relativos à Violência no Trabalho e outros. “Muitas técnicas de investigação que eles passaram para gente já deram um estímulo, e serviram de orientação para os nossos próximos procedimentos”, finalizou Biaggi.

Fonte: http://www.adepolam.org.br/