terça-feira, 15 de julho de 2014

Polícia prende homem acusado de estuprar cinco mulheres em onze dias

delegado Rodrigo Morais
A Polícia Civil do Piauí efetuou, na manhã desta segunda-feira (14), a prisão de um homem acusado de estuprar cinco mulheres num intervalo de apenas onze dias, no município de Corrente, distante 835 km da capital.


Jaelson Pereira dos Santos, vulgo Gaivota, foi capturado no município de Barreiras, na Bahia, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo juízo de Corrente.

A prisão foi efetuada por agentes da Delegacia de Corrente e do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, que foram auxiliados por policiais civis da Delegacia de Formosa do Rio Preto (BA).

De acordo com a polícia, o primeiro caso registrado contra Jaelson Pereira dos Santos ocorreu no dia 24 de junho, na zona rural de Corrente, tendo como vítima uma menor de 14 anos. No dia seguinte ao crime, mãe e filha teriam sido estupradas pelo acusado.

No período de apenas onze dias, Jaelson também teria tentado violentar uma idosa de 67 anos. E, segundo o delegado Rodrigo Morais, existem mais três inquéritos em andamento nos quais o preso figura como indiciado pela prática de estupro, na cidade de Barreiras (BA).

O delegado afirma que Jaelson dos Santos é um elemento de alta periculosidade e que, provavelmente, continuaria cometendo crimes desta natureza, caso continuasse livre. “Ele é um estuprador contumaz, e não fazia distinção entre as vítimas, dentre as quais há desde uma menor de 14 anos até uma idosa. É um verdadeiro maníaco sexual. Para se ter uma ideia do quanto ele é perigoso, numa cidade de aproximadamente 25 mil habitantes [Corrente] ele chegou a cometer uma média de um estupro a cada dois dias”, relata Rodrigo Morais, titular da Delegacia Regional de Corrente.

Antes de Jaelson ser preso nesta segunda-feira, ele chegou a ser perseguido por uma equipe da Polícia Militar do Piauí. Segundo o delegado Rodrigo (foto à esquerda), as investigações apontam que o modus operandi do acusado era sempre o mesmo. “Ele usava uma arma de fogo para render as vítimas e estuprá-las. Depois, ainda roubava bens das mulheres, como notebooks e celulares”, acrescenta.

Jaelson dos Santos foi reconhecido por uma das vítimas, e os policiais encontraram com ele dois aparelhos celulares que teriam sido roubados dela.

O acusado ficará preso na cidade de Bom Jesus, mas deve ser encaminhado para uma unidade prisional na cidade de Teresina.


Fonte: http://www.realidadeemfoco.com.br/