sábado, 5 de julho de 2014

Polícia faz operações para inibir ações criminosas.

IMPERATRIZ(MA) - O 3º e o 14º Batalhões de Polícia Militar (BPM), ambos com sede no município de Imperatriz, em virtude da realização dos jogos da Copa do Mundo e de grandes eventos, como a Cavalgada e a Expoimp, vêm realizando uma série de operações com o intuito de inibir ações criminosas e garantir a segurança da população daquele município.


Para o secretário de Segurança Pública, Marcos Affonso Júnior, a atuação das forças policiais em Imperatriz é fundamental para garantir a segurança da população e reduzir os índices de criminalidade no município. “As forças policiais de Imperatriz são valiosas, têm executado um excelente trabalho e, por meio dessa atuação, os números da violência têm caído cada vez mais”, afirmou.

De acordo com o comandante do 3º BPM, tenente-coronel Marcos Lima, as operações na cidade têm conseguido êxito na contenção da criminalidade e são uma determinação do comandante Geral da Polícia Militar no Maranhão, coronel Aldimar Zanoni Porto. “Realizamos, diariamente, várias operações em nosso município, e essas ações estão conseguindo dar um freio nos índices de criminalidade, como por exemplo, homicídios e roubos. A atuação da polícia é preventiva”, disse.
Durante a noite desta sexta-feira (4), dia de jogo do Brasil na Copa do Mundo de Futebol, a Polícia Militar realizou, em Imperatriz, diversas incursões em ruas, avenidas, praças públicas e estabelecimentos com grande aglomeração de torcedores, com abordagem e revista em pessoas e veículos, com foco no combate ao tráfico de drogas e apreensão de armas de fogo.

A ação foi pensada para garantir a segurança da população no momento pós-jogo da seleção brasileira. A operação está tendo o apoio do Grupo Tático Aéreo (GTA), que nas próximas duas semanas dará suporte às forças de segurança pública em Imperatriz e municípios da Região Tocantina.

Conforme explica o tenente-coronel Marcos Lima a ação da polícia foi planejada para o momento final da partida de futebol. “Geralmente, com o término do jogo, as pessoas costumam se exceder, e isso pode gerar algum tipo de crime, por isso a PM está nas ruas, para evitar que isso aconteça. Durante os cinco jogos da Seleção Brasileira, por meio da ação da polícia, nenhum crime de grande vulto foi registrado”, afirmou. 

O policiamento está sendo realizado através de praças e oficiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Força Tática e do Esquadrão Águia, com o apoio de viaturas e motocicletas.

Entre a população, a presença da polícia nas ruas foi aprovada. Para o comerciante João Batista Gomes, de 40 anos, o policiamento garante o lazer seguro da população. “Com a Polícia Militar nas ruas o criminoso se sente inibido em praticar qualquer tipo de crime e a população se sente mais tranqüila para poder andar pela cidade. A ação da polícia é louvável e tem a aprovação de todo cidadão de bem”, ressaltou.

Antes do início das operações a equipe do GTA fez uma ronda de reconhecimento nos locais de maior incidência criminal e de tráfico de entorpecentes, com a finalidade de definir as áreas onde serão realizadas futuras incursões e abordagens. 

Resultados 

Já no início da noite de sexta (4), três menores foram apreendidos sob acusação de assalto a mão armada. Com os adolescentes a polícia encontrou um celular, um revólver calibre 38, cinco munições e uma quantia em dinheiro. De acordo com informações da vítima, que não quis se identificar, os menores realizaram a abordagem fazendo ameaças e pedindo o celular.

Após o crime os menores fugiram e a vítima acionou a PM, que com as características do acusados, conseguiu chegar até os três adolescentes, que foram apreendidos em flagrante. Um dos menores envolvidos já tem diversas passagens pela polícia.

Os três menores foram encaminhados ao Plantão Central da Polícia Civil, onde ficaram à disposição da Justiça, e o Conselho Tutelar foi acionado.

Fonte: http://imirante.globo.com/