terça-feira, 8 de julho de 2014

Dudu diz que Robert Rios deve "lavar a boca" para falar da Trindade


Segundo consta do portal GP1 o Dudu teria dito que “Se alguém me associar a Trindade eu terei muita honra disso, porque eu não conheci a Trindade num bar. Eu a conheci militando no partido em que eu milito há 30 anos”. Fazendo interpretação a contrario sensu devemos entender que bar não é lugar de boa gente e que lugar de boa gente é no partido. Vejam a gravidade do fato. Disse mais o vereador "Nem Robert e nem qualquer outra pessoa pode falar dela, tem é que lavar a boca." Ora, interpretando novamente a fala do vereador percebo que, segundo ele, a falecida era a única pessoa honrada no mundo e que todas as outras pessoas não possuem honra e que têm que lavar a boca suja. Pergunto aos senhores: vocês concordam com o vereador? Admitem que não têm honra? Os bares são lugares de pessoas desonradas? Vejam a seguir a matéria do gp1.com.br.

* * *

Dudu diz que Robert Rios deve "lavar a boca" para falar da Trindade "Se alguém me associar a Trindade eu terei muita honra disso, porque eu não conheci a Trindade num bar. Eu a conheci militando no partido em que eu milito há 30 anos", comentou.

O candidato a deputado federal e vereador de Teresina, Edilberto Borges, o Dudu (PT), disse que o deputado estadual Robert Rios Magalhães (PDT) deve “lavar a boca” antes de falar de sua ex-esposa, a deputada federal Francisca Trindade (PT), falecida em 2003.


A troca de farpas teve início depois que Dudu chamou Robert de “babão do Governo”. Em resposta, Rios disse que não iria responder uma pessoa conhecida como “Dudu da Trindade”.

“Se tem alguém que precisa ser respeitada é Trindade que foi uma grande filha, boa irmã, grande mãe, uma grande militante do PT e uma esposa excelente e fiel. Trindade tinha várias qualidades. Nem Robert e nem qualquer outra pessoa pode falar dela, tem é que lavar a boca. Pois ela nem está aqui para se defender”, rebateu Dudu.

O vereador disse ainda que se orgulha de ser associado à ex-esposa. “Se alguém me associar a Trindade eu terei muita honra disso, porque eu não conheci a Trindade num bar. Eu a conheci militando no partido em que eu milito há 30 anos”, comentou. 

Robert Rios (PDT)
Outro lado 

O deputado estadual Robert Rios enviou direito de resposta e disse que não teme os alpinistas políticos. “Quem não tem referências, usa as dos outros. Tenho medo desses alpinistas políticos que tentam escalar minha honra. O Wellington Dias não merece essa gente. Vamos lavar a alma”, respondeu Robert.

Fonte: gp1.com.br/GERMANA CHAVES