quinta-feira, 10 de julho de 2014

Caso Professor Iron: 1 ano depois crime não é esclarecido


IMPERATRIZ(MA) – Hoje (10), completa exatamente um ano do assassinato do professor e artista Ironilson Pereira Vasconcelos, ou como era conhecido, Professor Iron.
Desde então, a Polícia Civil, o Ministério Público e a Secretaria de Segurança do Estado vêm reunindo provas e traçando metas para elucidar o caso, mas, ainda, nenhuma previsão de conclusão do inquérito foi informada.
O delegado regional Assis Ramos declarou que as investigações continuam em sigilo e que o caso, ainda, não foi elucidado, pela dificuldade em reunir provas.
“As diligências estão sendo executadas. O inquérito está andando. Nós esperamos elucidar esse crime, mas não depende só da polícia. É um crime complexo, que envolve dados de empresas privadas, o que está dificultando na explicação do caso”, esclarece o delegado.
A nova promotora titular do caso, Uiuara Medeiros, da 6ª Promotoria Criminal, relatou que o Ministério Público continua acompanhando o caso e que as investigações estão sob um olhar especial dos três promotores de Justiça.
“O Ministério Público permanece acompanhando as investigações que estão em esfera policial. Não há, ainda, um conhecimento de quem são e, menos ainda, de seus mandantes. Estamos usando todos os apontamentos possíveis, além das investigações feitas pela Polícia Civil. Estamos, também, contando com o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais)”, ressalta.
Passos
No último aniversário da cidade, ocorrido no dia 16 de junho de 2013, o ex-secretário estadual de Segurança Pública Aluísio Mendes, esteve em Imperatriz e se pronunciou sobre o caso, e garantiu que o crime já tinha motivação e possível autoria.

RELEMBRE: 

Aluísio Mendes: ‘Já temos a motivação do crime e possível autoria’


Nessa terça-feira (16/06), aniversário da cidade, o secretário estadual de Segurança Pública participou da solenidade de entrega das casas construídas com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), representando a governadora Roseana Sarney. Na oportunidade, Aluísio Mendes falou sobre as investigações da morte do professor e artista Iron Vasconcelos, assassinado na última quarta-feira (10), na porta de casa, quando voltava de um show.

“Nós podemos tranquilizar a população de Imperatriz porque, nos últimos anos, nenhum crime dessa magnitude ficou na impunidade. As investigações estão avançadas, e eu acredito que, logo, nós vamos dar uma resposta, que deve surpreender a sociedade. Eu tive uma reunião com os delegados que estão investigando o caso e é uma questão de pouco tempo para a polícia apresentar os responsáveis por esse crime. Nós já temos a motivação desse crime e a possível autoria intelectual. Então, é questão de tempo a polícia esclarecer a complexidade do caso por completo”, disse Aluísio Mendes.

Fonte: AQUI