terça-feira, 15 de julho de 2014

+ 60 DIAS DA MORTE DA COLEGA ESCRIVÃ LOANE MARANHÃO DA SILVA THÉ

A Associação Piauiense dos Procuradores do Estado (APPE) lamenta, com profundo pesar, o precoce falecimento da jovem escrivã Loane Maranhão da Silva Thé, de 32 anos, neta da colega procuradora do Estado Iracema Santos Rocha, ocorrido nessa quinta-feira (15.05), na Delegacia da Mulher de Caxias-MA. A APPE deseja que, ao tempo em que seja feita justiça diante do nefasto episódio, a família de Loane possa, ainda que imersa na dor da lamentável perda, encontrar, com brevidade, o caminho da resignação e do conforto espiritual.
Diretoria da APPE



“A justiça não se faz pelo esquecimento, mas pela memória”, e esquecer a violência é cometer uma segunda injustiça com as vítimas “condenando-as ao desaparecimento definitivo da história”. (Castor Ruiz - filósofo espanhol)