quarta-feira, 4 de junho de 2014

Sem comentários.....

Um policial civil de Palmas é suspeito de tentar fraudar o concurso da Polícia Civil do Tocantins, cujas provas aconteceram neste domingo (1º), em cinco cidades do estado, entre elas a capital do estado onde o 'candidato' realizou a prova. O homem, de 36 anos, ocupa o cargo de agente de polícia e realizou o exame para escrivão. A polícia teria recebido uma denúncia anônima de que ele pretendia sair mais cedo para então repassar as respostas das questões do certame para outros dez concorrentes. A forma como ele passaria as respostas não foi divulgada pela polícia. O homem estaria cobrando entre R$ 20 mil e R$ 30 mil por candidato. As informações são da Secretaria de Segurança Pública do Tocantins (SSP).

A polícia diz que após a denúncia o suspeito foi monitorado. Durante a realização da prova surgiram evidências de que ele estava realmente tentando passar as respostas. Diante da situação, ele foi levado para interrogatório quando confessou a intenção de praticar o crime.

Apesar da confissão, Silva vai responder em liberdade. Ele continua exercendo suas funções na corporação. "Se comprovado os autos, ele pode ser suspenso, demitido, pode ser indiciado, pode ser condenado, depende da apuração e da conclusão dos procedimentos", argumentou o corregedor geral da Polícia Judiciária, José Evandro.

A SSP disse ainda que há pistas de quem são as pessoas que iriam receber as respostas. Quando forem identificadas, estas pessoas vão responder criminalmente. A assessoria da SSP disse que considera que o concurso está seguro e que não tem conhecimento de nenhuma informação sobre outras tentativas de fraude.