segunda-feira, 23 de junho de 2014

No Piauí, concurso vira caso de Polícia.

Pelo menos 50 pessoas que teriam sido impedidas de realizar a prova do concurso para o corpo administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) procuraram o 1º Distrito Policial de Teresina para registrar boletins de ocorrência.

Segundo Elaine Cristina Freitas, uma das candidatas, a confusão começou porque os inscritos não teriam sido 
avisados onde seria a realização das provas e porque alguns não estavam com o comprovante de inscrição. “Quando eu cheguei na sede do Senac, na avenida Campo Sales, vi uma lista com nome dos candidatos, mas alguns, assim como o meu não estava lá. Perguntei para um fiscal e ele me disse que era em outro prédio, quando cheguei esse local indicado mandaram eu voltar e a prova já tinha começado” afirmou Elaine.

Outra que se sentiu prejudicada e procurou a polícia foi Erica Landim. De acordo com a estudante, alguns candidatos que puderam fazer a prova não tinham seu nome na lista, mas por estarem com o comprovante entraram para fazer o teste. “É um absurdo o que aconteceu nesse concurso, pois pessoas que não estavam com comprovante em mãos entraram só porque tinham o nome na lista, nós fomos barrados pela falta do documento”, contou Landim.

O concurso disponibilizou 20 vagas para a Administração Regional do Senac no Piauí e o Centro de Educação Profissional Senac "Miguel Sady", ambos em Teresina.

Fonte: http://g1.globo.com/pi/piaui