quarta-feira, 18 de junho de 2014

(...)



"Que a minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que mereço
Que a tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
A outra metade um vulcão".
(Oswaldo Montenegro)