terça-feira, 29 de abril de 2014

Registro de Violência na Grande São Luís.


29.04.14
Quatro homicídios foram registrados nas últimas horas, na Região Metropolitana.


26/04/2014 
Quatro homicídios na Região Metropolitana de São Luís. Crimes aconteceram no Coroadinho, Fumacê, Cruzeiro do Anil e Parque Jair.

22/04/2014 
IML: dez mortes violentas no feriadão na Grande São Luís. 

01/04/2014 
Em março, 95 mortes violentas foram registradas na Região Metropolitana

Fonte: Imirante.com

Delegados do Piauí só podem responder por apenas uma cidade


Decisão foi do juiz Aderson Antônio Brito Nogueira, que proíbe o acúmulo de funções. Ação foi impetrada pelo Sindepol.

O juiz Aderson Antônio Brito Nogueira, da 1ª Vara da Fazenda Pública do Piauí, decidiu nesta segunda-feira (28), a partir de liminar impetrada pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil, que nenhum delegado do Estado poderá acumular função. 

Dessa forma, os delegados ficam proibidos de responderem por mais de um município, situação que acontece com frequência no interior do Piauí. 

A decisão, o magistrado determina que assumir mais de uma delegacia só será permitido em casos provisórios, como aqueles relacionados às licenças médicas. Mesmo nestas condições, o delegado que assumir o lugar do licenciado terá que ser remunerado.

O Sindicato dos Delegados informou que no Piauí há em torno de 140 delegados na ativa e que quase metade dos municípios do interior do Estado não possuem delegado.

"Na verdade a decisão apenas deixa claro a realidade. Não tem como um só delegado dar conta de oito cidades. Está lá no papel, mas fisicamente é impossível e só quem perde é a população", criticou a presidente do Sindepol, delegada Andrea Magalhães.

Fonte: http://www.cidadeverde.com/



Enquanto isso a POLICIA CIVIL DO MARANHÃO, através da sua direção intenciona atribuir o valor de 10% do subsidio do Delegado de classe especial para todos Delegados lotados no interior que respondem por mais de um Município. Bom, pelo menos foi isso que verifiquei em notícia veiculada no Sinpol Ma, em nota assinada pelo ex presidente, Amon Jessen.  E com ele concordo em número, gênero e grau quanto ao fato de que nossa união é imprescindível, afinal, ou o "resto" se fortalece nessa luta ou vamos continuar perdidos... 

UESPI receberá curso de árbitro de futebol realizado por Comissão e Sindicato da categoria

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no horário das 16h30 às 18h30. Estão disponíveis 50 vagas e pessoas de ambos sexos podem se inscrever. Para efetivar a inscrição, os interessados devem apresentar os seguintes requisitos:
• Ser brasileiro, ou, se estrangeiro, estar com permanência regular no
Brasil;
• Ter idade mínima de 17 anos, no ato da inscrição;
• Preenchimento da Ficha Individual de Inscrição;
• Carteira de Identidade (cópia autenticada);
• CPF (cópia autenticada);
• Comprovante de Endereço – Copias (Conta de luz. Água, Telefone,
Cartão de Credito, Etc.)
• Comprovante de Escolaridade: Apresentar Certificado de Conclusão
do Ensino Médio;
• 02 (duas) fotos 3X4;

segunda-feira, 28 de abril de 2014

(...)


"Crise sem precedentes", afirma presidente do SINPOLPI sobre Polícia no PI

Cristiano Ribeiro - Presidente do  SINPOLPI
O estado do Piauí possui atualmente 1.276 policiais civil, ou seja um policial para cada 2.228 habitantes. Segundo dados da ONU, o recomendado é que haja um policial para cada 500 habitantes.
A estrutura da Polícia Civil do estado também encontra-se precária. Segundo Cristiano Ribeiro, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (SINPOLPI), atualmente policiais trabalham com coletes vencidos e com viaturas inadequadas para o serviço.

“Desde abril de 2013 os coletes estão com o prazo de validade expirado. As viaturas da polícia não são adequadas, são viaturas que não vem equipadas com celas, não são carros que se pode empreender uma perseguição” aponta Cristiano.

Quando questionado sobre a estrutura física da Polícia Civil, Cristiano é enfático ao afirma que a instituição vive uma crise. “Realmente a parte estrutural da Polícia Civil está muito defasada, a começar pelos prédios onde funcionam as delegacias, as instalações hidráulicas deterioradas, as instalações elétricas também deterioradas, de forma que hoje a Polícia Civil tem que passar por uma ampla reforma. Vive uma crise sem precedentes” aponta Cristiano.

Uma das principais reivindicações da classe é a nomeação, por parte do Governador Zé Filho (PMDB), dos policiais concursados. O déficit da quantidade de policiais faz com que delegacias fiquem, em alguns momentos, com apenas um policial.

“A polícia Civil hoje funciona precariamente, as delegacias estão funcionando em média com um ou dois policiais, são 230 novos concursados que já fizeram a academia de Polícia Civil e estão aguardando o governador para chamá-los” aponta Cristiano.

Ministério Público do Maranhão irá atuar em nova Central de Inquéritos em São Luís

A Corregedoria Geral de Justiça realizou, no dia 25, solenidade de instalação da Central de Inquéritos de São Luís, no Fórum de Justiça, no Calhau. A nova unidade jurisdicional, criada por Lei Complementar Estadual (nº 163/2014), tem a finalidade de dar mais agilidade ao andamento dos inquéritos policiais originados em São Luís. A central vai funcionar no quarto andar do Fórum e contará com atuação de promotores de justiça a serem designados pelo Ministério Publico do Estado do Maranhão e de três juízes auxiliares.
 
Dentre as autoridades que compareceram à solenidade estiveram presentes os promotores de justiça, Reginaldo Júnior Carvalho, representando a procuradora-geral de Justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, e Cassius Guimarães Chai, representando o corregedor-geral do MPMA, Suvamy Vivekananda Meireles. O evento foi acompanhado ainda por magistrados, advogados e gestores do sistema de segurança pública estadual.

Reginaldo Júnior Carvalho explicou que a atuação do MPMA na Central de Inquéritos irá se relacionar aos feitos da fase pré-processual, tais como prisões cautelares, procedimentos de busca e apreensão, dentre outras medidas cautelares prévias à ação penal. "É com imensa satisfação que o Ministério Público do Maranhão participa desse momento ímpar da magistratura, com o propósito de conferir maior efetividade e a merecida agilidade no tratamento das questões envolvendo as demandas penais", afirmou.

Cassius Guimarães Chai ressaltou a importância da atuação Ministério Público em consonância com as demais instituições do sistema de justiça. "Os poderes constituídos republicanos do Estado do Maranhão estão de parabéns e cabe também ao Ministério Público, assim como a qualquer dos atores do sistema de justiça, prestar a sua parte de responsabilidade, para que nós possamos ter a certeza de dias melhores", ressaltou.

Com a implantação da Central, os autos de inquéritos, que até então eram direcionados às 15 Varas  (sendo nove varas criminais, duas de entorpecentes e quatro do Tribunal do Júri), deverão ser processados na nova unidade até que o MPMA ofereça as denúncias.

De acordo com juiz auxiliar Lúcio Antônio Machado Barros, um dos magistrados que irão compor a central, a expectativa é de que haja uma economia em torno de 50% no que se refere ao tempo de processamento dos inquéritos.

Fonte: http://www.mp.ma.gov.br

domingo, 27 de abril de 2014

Uma breve crítica sobre a inércia do SINPOL MA, na visão de um servidor

Por Kleussones Oliveira Costa


O sindicato dos policiais civis do Maranhão atualmente, nada mais é que uma espécie de oligarquia, pois há pelo menos quinze anos são as mesmas figuras que estão no comando. Se isso não bastasse, nada de substancial foi conseguido pelo sindicato para a categoria, mas tão somente uns “cala-bocas” em forma de gratificações, que são quase desprezíveis por não representar melhoras efetivas nos salários dos servidores, como essa recebida no último dia 25 de abril de 2014.

Isso se deve principalmente pela falta de compromisso com a categoria e a subserviência ao comando governamental, sendo esse último motivo para concluir que se assim não fosse, por que haveria interesse por parte de alguns servidores que ocupam cargos estratégicos, comissionados e de alto escalão em fazer campanha aberta para a chapa do Sinpol-Ma nas últimas eleições ao sindicato? A resposta é a inércia do sindicato no tangente às melhorias salariais e estruturais da instituição que “defende”.

Com relação à última assembleia convocada, foi decidido e veiculado a informação que caso não houvesse a gratificação de dedicação exclusiva, no percentual de 7% do subsídio e evolução de reuniões, haveria greve. Em primeiro lugar o valor pago, neste mês de abril foi bem inferior ao irrisório 7%, e agora? O que aconteceu? Fomos novamente enganados pelo governo? Ou pelo Sindicato? Em segundo lugar é de conhecimento notório que o governo não pode conceder aumento salarial à servidores nos seis últimos meses que antecedem as eleições, portanto, mesmo que não fosse pago essa gratificação – que na verdade é uma forma encontrada pela cúpula do governo para tentar “calar a boca” de uma dada categoria que há tempos reivindica melhorias estruturais, e não comprometer um possível resultado positivo do governo nas eleições – não poderíamos fazer greve, pois de nada adiantaria já que, legalmente, não poderíamos ser atendidos no tocante à melhorias salariais.

Como se não bastasse tamanha enganação, uma vez que qualquer aumento concedido pelo governo gera impacto na Lei Orçamentária Anual e esta, por sua vez, deve ser elaborada obedecendo a determinados parâmetros jurídicos/administrativos e de um ano para o outro, o que dificultaria a possibilidade de aumento no subsídio. Nesse caso falta um planejamento adequado e efetivo para implantação dessa melhoria tão almejada.

Em meu humilde entendimento, a pauta a ser abordada, se quisermos conseguir efetivamente a valorização do profissional, seria: 1º - A gratificação de Nível superior (essa gratificação não deveria ficar de fora do próximo planejamento de projeto de lei que aborda o vencimento a ser implantado a partir de 2015); 2º - URV (a qual é direito ganho de todo servidor público e que o Estado do Maranhão insiste em não pagar-nos, por quê? Por que alguns servidores da Secretaria de Segurança recebem ou já receberam e outros não? (inclusive os nomeados em 2009 – me refiro aos delegados). Como foi dito é preciso fazer um planejamento em conjunto com a secretaria de administração, de modo que seja encontrada uma solução para o problema. 3º - As ações jurídicas de insalubridade dos servidores nomeados em 1998, que foram pretendidas há mais de dez anos, julgadas e concedido ganho de causa pela justiça. O que mais falta para o Estado pagar? E os novos servidores, nomeados em 2009, por que não a recebem.

O sindicato só pode está brincando conosco, servidores, ao dispor uma pauta dessa natureza em assembleia (veja o site) - “Gratificação de dedicação exclusiva (Mais um “cala-boca”) & “Evolução de reuniões”. Os líderes sindicais, há mais de 15 anos, não conseguem evoluir de uma reunião para outra com o Governo de forma eficiente. A eficácia dos acordos é subjetiva, pois não agrega valores substanciais e efetivos à categoria. Será que um dia irão conseguir a tal da valorização? Sem compromisso e amordaçado é bem difícil.

O que de fato está faltando os funcionários do sindicato? Talvez seja competência funcional, entretanto e particularmente acredito que seja falta de compromisso com a classe por estarem comprometidos com o governo.

Desculpe-me pela sinceridade, obrigado pelo espaço e espero que esta singela visão da realidade não sirva de ferramenta para interesses escusos, mas pelo contrário, possa servir de recomendação e alerta para que a oligarquia consiga as melhorias efetivas e permaneça no poder, já que é o objetivo.

Divulguem a informação desta crítica, pois ao final de contas estamos numa democracia e a liberdade de expressão é constitucional.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Domésticas brigam no trabalho e uma mata outra com golpes de faca

A doméstica Maysa Gouveia de Lima, 21 anos, foi presa em flagrante na manhã desta sexta-feira(25), acusada de matar a facadas sua colega de trabalho, Beatriz Silva Deolindo, 23 anos, na residência onde trabalhavam, no conjunto Santa Izabel, na zona Leste de Teresina.


O crime aconteceu por volta das 10h de hoje. A polícia foi acionada pela população que presenciou o desespero da proprietária da residência, cujo nome não foi revelado. “Quando chegamos aqui, a acusada estava correndo pela rua tentando fugir, mas foi presa por uma viatura do Canil que passava na hora”, contou o coronel Marcio Oliveira. 


A proprietária da casa disse à polícia que Maysa havia denunciado o suposto roubo de um celular e da quantia de R$ 300 em dinheiro e a acusada era a cuidadora de idosos, Beatriz. 


“Essa suspeita de roubo seria o motivo do crime, mas as duas estavam há apenas 20 dias na casa e foram contratadas através dos classificados, porque a dona da casa tinha urgência, portanto ela não conhecia a precedência das duas funcionárias”, explicou o comandante coronel Alberto Menezes.


A polícia suspeita que a arma utilizada no crime, tenha sido uma faca de cozinha, que ainda não foi encontrada. A vítima sofreu perfurações na altura do peito. 

A vítima cuidava de uma idosa com mal de Alzheimer. 

O Instituto Médico Legal (IML), a perícia estão na casa e a Delegacia de Homicídios investigará o crime.

Fonte: http://www.cidadeverde.com/

Fica a dica!


quinta-feira, 24 de abril de 2014

SSP abre vagas para Curso de Introdução a Atividade de Inteligência, vagas limitadas

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí – SSP/PI disponibiliza vagas para o Curso de Introdução à Atividade de Inteligência – CIAI, na modalidade à distância, através do ambiente EaD/SENASP com carga horária de 60 h/a. As vagas são limitadas e os interessados deverão buscar inscrição o quanto antes. 

O curso tem como objetivo capacitar profissionais de segurança na atividade de inteligência visando à padronização de procedimentos na área.

A verificação do processo de ensino e aprendizagem será composta por duas fases. A primeira ocorrerá no próprio ambiente virtual, após a conclusão dos módulos o aluno será submetido à primeira avaliação. Alcançando a nota mínima de 7,0 (sete), o aluno estará habilitado para a segunda avaliação, esta presencial, prevista para o dia 13/09/2014, a ser realizada na Academia de Polícia Civil.

Para participar do curso o servidor deverá preencher os seguintes requisitos: ser voluntário, ter anuência do superior hierárquico, não estar respondendo a inquérito policial, processo judicial e ou administrativo e não estar como o status de evadido na rede EaD/SENASP, proveniente do abandono de curso em ciclos anteriores.  

Para maiores informações entrar em contato com a Academia de Policia Civil – ACADEPOL.

Fonte: http://www.pc.pi.gov.br/

(...)


(...)


quarta-feira, 23 de abril de 2014

Câmara aprova aposentadoria especial para mulher policial

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira o Projeto de Lei Complementar 275/01, do Senado, que permite a aposentadoria voluntária da policial mulher com 25 anos de contribuição, desde que contem com, pelo menos, 15 anos de exercício de cargo de natureza estritamente policial. A matéria será enviada à sanção presidencial.
A regra atual é de aposentadoria voluntária aos 30 anos de contribuição e 20 anos de atividade estritamente policial, tanto para homens quanto para mulheres. Se o projeto for sancionado, essa regra permanecerá apenas para os homens.
A proposta, aprovada por 343 votos a 13 e 2 abstenções, introduz novas regras na Lei Complementar 51/85, que disciplina a aposentadoria do funcionário policial. O texto adapta os prazos para aposentadoria às alterações da Constituição Federal de 1988, que estabeleceu exigências diferenciadas para a aposentadoria de homens e mulheres.

E pelo jeito essa é uma decisão que vem gerando polêmica. Há quem diga que essa é uma decisão que fere o princípio da isonomia  que merece ser invocado, já que não se justifica mais nos dias de hoje esse tipo de protecionismo ao gênero feminino quando se sabe através de pesquisas que as mulheres vivem mais que os homens, são em quantidades bastante inferiores bem  menos vitimas de homicídios do que os homens e já não exercem dupla jornada de trabalho, uma vez que muitos homens hoje em dia inclusive tem assumido as atividades domésticas no lugar das mulheres, contando as mesmas ainda com secretárias do lar para ajudá-las a desenvolver o papel doméstico que até bem pouco tempo era só seu... É um ponto de vista que ressalta que os tempos mudaram. Disso não discordo! Mas, sopesando as implicações dessa decisão, fui desafiada por um colega polícial que discorda da aprovação do projeto invocando para isso até mesmo a teoria da argumentação jurídica do fato, de Robert Alexy (e haja invocação! kkkkkkkkkk). O mesmo quer saber por  A + B, por que as mulheres tem que se aposentar antes dos homens, e olha que o abusado diz aceitar de qualquer mulher (ou homem) que queira convencê-lo do contrário teorias de natureza sociológica, filosófica, de cunho religioso... pois, segundo ele, para os tempos de hoje essa é uma proteção injustificável e contraria o princípio da igualdade. Prometi pensar nos seus argumentos que não foram poucos. Mas, a princípio digo que se a regra for essa me aposento bem mais cedo, pois de polícia só vai me faltar 5 anos.... O que será muito, muito, muito bom! Quanto a explicação de convencimento, caro colega, me aguarde! Abraços!

Ditadura do PT cala jornalistas do SBT e da imprensa em geral

"Ditadura não se faz só com tanques em cada esquina". Essas foram as palavras de um apresentador do SBT no Paraná que foi calado pela força do dinheiro em investimento na TV que teria feito o jornalista perder o espaço na televisão. Aos crentes e descrentes é bom que vejam esse vídeo e aproveitem e vejam também o que fizeram com a Raquel Sheherazade - apresentadora do Jornal do SBT. Depois disso, por favor, questionem aos amigos - Estamos ou não em uma ditadura do PT?
Wagner Leite

(...)


Santo guerreiro


Leão do dia

Leão bobo esse de hoje. Não vale nem a pena matá-lo. Esse a gente acarinha, faz que teme, mas na verdade dele se afasta fingindo temor só para não desapontá-lo. Leão que não ruge com firmeza, que não demonstra coragem, que sem força rasteja como uma cobra e como a cigarra ensaia um canto bonito que perde a beleza pela falsidade com que é entoado. Ou leão bobo, principalmente quando disfarçado de molho. Bye, Bye... 

Márcia Gardênia
22.04.14

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Gabriel García Márquez morreu aos 87 anos

Morreu o escritor colombiano Gabriel García Márquez, aos 87 anos, informou o perfil oficial do autor no Facebook nesta quinta-feira (17). A notícia foi confirmada por uma fonte próxima ao escritor à agência Associated Press. Ele ficou internado com pneumonia e infecção respiratória na Cidade do México, onde morava, entre o fim de março e início de abril. García Márquez estava em casa e lutava contra um câncer linfático desde 1999.

Em julho de 2012, o mais novo de seus dez irmãos, Jaime García Márquez, revelou que o autor sofria de demência senil “há alguns anos” e que estava lutando contra a perda de memória. O escritor era casado com Mercedes Barcha Pardo desde 1958. Eles tiveram dois filhos: Rodrigo, que nasceu em 1959, e Gonzalo, nascido em 1962.

Considerado um dos mais importantes escritores do século 20 e um dos mais renomados autores latinos da história, Gabriel García Márquez nasceu em 6 de março de 1927, em Aracataca, na Colômbia. Chegou a estudar direito e ciências políticas na Universidade Nacional da Colômbia, mas não concluiu o curso, preferindo iniciar carreira no jornalismo.

Seu primeiro romance, “A revoada (O enterro do diabo)”, foi escrito no início da década de 1950, mas publicado apenas em 1955, por iniciativa de amigos, enquanto ele estava na Europa. Já tendo como cenário a cidade de Macondo, que apareceria em outras de suas obras, o livro tinha como narradores três personagens, um velho coronel, sua filha e o neto, ainda criança. O sucesso internacional, no entanto, veio principalmente após a publicação de seu romance mais famoso, “Cem anos de solidão”, em 1967.

Obra-prima de García Márquez, "Cem anos de solidão" vendeu, até hoje, mais de 50 milhões de exemplares. É considerado, ao lado de “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, um dos livros mais importantes da literatura em língua espanhola. Foi traduzido para 35 idiomas. Exemplo máximo do realismo fantástico – gênero característico do boom latino-americano da segunda metade do século XX –, “Cem anos de solidão” se passa na fictícia aldeia de Macondo e acompanha, ao longo de gerações, a saga da família Buendía.

Entre seus títulos mais conhecidos estão ainda “A incrível e triste história de Cândida Eréndira e sua avó desalmada”, “O outono do patriarca”, “Crônica de uma morte anunciada”, “Do amor e outros demônios”, “Memórias de minhas putas tristes” e “O amor nos tempos do cólera”.

“Foi a época em que fui quase completamente feliz. Gostaria que minha vida tivesse sido como naqueles anos em que escrevi ‘O amor nos tempos do cólera’”, afirmou García Márquez ao “New York Times” três anos após a publicação de “O amor nos tempos do cólera”. Aqui, o autor resgata a verdadeira história da paixão de seu pai, também Gabriel, por Luiza, sua mãe. O pai dela reprovava a relação e conspirava contra. No livro, o casal se chama Florentino e Fermina. “Todas essas coisas para mim são parte da nostalgia. Nostalgia é uma fonte incrível para inspiração literária, para inspiração poética”, comentou na mesma entrevista ao “New York Times”.

Márquez recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1982 pelo conjunto de sua obra. Foi o primeiro colombiano e quarto latino-americano a receber o prêmio, e, na ocasião, agradeceu com um discurso intitulado “A solidão na América Latina”.

“El Gabo”, como era conhecido na América Latina, continuou escrevendo até o final da década de 90, mas seu trabalho foi reduzido a partir de 1999, quando recebeu o diagnóstico de um câncer linfático. Em 2002, ainda em tratamento, publicou sua autobiografia, “Viver para contar”. A aposentadoria oficial do escritor foi anunciada em 2009 por agentes literários.

García Márquez casou-se com Mercedes Barcha Pardo em 1958, e no ano seguinte nasceu o primeiro filho do casal, Rodrigo. Roteirista e diretor de TV e cinema, Rodrigo García dirigiu filmes como “Questão de vida” e “Albert Nobbs” e episódios de diversas séries, como “Família Soprano” e “A sete palmos”, além de ser o criador da adaptação americana da série “In treatment”. O seriado israelense ganhou versões em diversos países, incluindo o Brasil, onde recebeu o nome de “Sessão de terapia” e foi produzida pelo canal GNT. Nascido em 1962, no México, o filho mais novo do escritor, Gonzalo, é designer gráfico.
Fonte: g1.com

quarta-feira, 16 de abril de 2014

"El camino"



 “Es hora de aullar, porque si nos dejamos llevar por los poderes que nos gobiernan, y no hacemos nada por contrarrestarlos, se puede decir que nos merecemos lo que tenemos”.

José Saramago

PT e PSOL querem tratar policiais COMO bandidos

Vejam este importante vídeo que mostra que o PT e PSOL querem tratar policiais como bandidos. Além dos baixos salários que os policiais recebem, quando recebem, além do alto número de mortos por conta da profissão, além do alto número de suicídios, além do grande número de assédios por parte de alguns superiores hierárquicos, além do grupo número do processos que respondem como retaliação de alguns "chefes" desidiosos, invejosos, enciumados. Agora vejam e tirem suas conclusões.
Wagner Leite

Luana Piovani é furtada em casa e ironiza polícia

Filmando um longa em São Paulo, Luana Piovani foi furtada em sua casa na capital na noite da última quarta-feira (14). A atriz contou que ladrões arrombaram seu armário e levaram suas joias.

'Chegar em casa é sempre uma delícia, não? Não. Quando você foi furtada e ao se deparar com o armário, ainda sem vidro, sente aquele vazio, aquela sensação de impotência, raiva, um amargo na boca... Enfim, como provar que a empresa que troca janelas, talvez a faxineira ou sabe Deus quem roubou minhas joias? Todas divididas em 10 vezes”, desabafou em seu perfil no Facebook.

A atriz continuou a lamentar: 'Já tinha sido furtada em Paris, também no apartamento em que morava, mas lá era diferente. Eu era só uma turista. Aqui sou cidadã, pago impostos, conheço meus vizinhos e funcionários que entram na minha casa. Nem sempre. Ok ok, trabalho e compro outras. Mas e a sensação de tristeza ao entrar no seu próprio banheiro, que você decorou, com as suas bugigangas e olhar o vidro quebrado?! E aquela agressão silenciosa, aquele fracasso involuntário? Ai ai... Perdi as joias, uma amiga e, de lambuja, essa sensação escrota”.

 
Sem papas na língua, Piovani aproveitou para alfinetar a polícia: “Estando aqui por Sampa pra filmar o longa 'Réveillon', espero dar um jeito nisso! Trocarei os quadros. Comprarei flores. Irei trocar o maldito armário do banheiro! A polícia? Ah, procurei sim, mas deixa para lá... Esse é outro filme”.

Fonte: msn

De cara nova....


Boa dica!

Cordialidade é tema de palestra no TJSP

A Corregedoria Geral da Justiça de São Paulo (CGJ), com o apoio da Presidência do Tribunal de Justiça, realizou ontem, dia 15, no Salão dos Passos Perdidos do Palácio da Justiça, o evento de assinatura do Termo de Compromisso de Cordialidade, que faz parte do projeto Justiça Cordial, implementado pela Corregedoria.

Após a solenidade de assinatura do termo, o filósofo Mario Sergio Cortella apresentou a palestra “O compromisso com a cordialidade”, tema desenvolvido especialmente para a ocasião. Mario Sérgio Cortella iniciou sua palestra.

Graduado em Filosofia e doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, ele ocupou o cargo de Secretário Municipal de Educação de São Paulo nos anos de 1991 e 1992. É professor titular do Departamento de Teologia e Ciências da Religião e de pós-graduação em Educação da PUC-SP.

“A cordialidade é algo que enfeita a vida”, disse. “Eu sou caipira e no mundo caipira tem coisa que orna e coisa que não orna. Na vida e na relação entre as pessoas, tem coisa que orna e coisa que não orna. O que não orna? Agressividade, arrogância, desprezo. O que orna? Cordialidade, polidez e gentileza.”

Em seguida, citou uma frase que atribuiu a Martinho Lutero ou a Gabriel Garcia Márquez: “Um homem só deve olhar a outro de cima para baixo quando for para ajudá-lo a se levantar”. E continuou: “Não é casual que a balança da Justiça se equilibra quando os dois lados estão na mesma altura”.

O professor falou ainda sobre humildade e respeito às diferenças, lembrando o educador Paulo Freire: “Ele dizia que era pequeno, para poder crescer. Gente grande de verdade sabe que é pequeno e, por isso, cresce. Gente muito pequena acha que já é grande e o único modo dela crescer é rebaixando os outros”.

“A cordialidade tem que ser uma prática cotidiana. Ela não é automática, pois já perdemos um pouco disso. Antigamente, no Interior, ao caminhar na rua, todas as pessoas se cumprimentavam, independentemente de serem conhecidas. Quem faz isso hoje em dia? A cordialidade tem que ser consolidada como algo que nos dignifica.”

E concluiu sua palestra analisando a frase: A vida é muito curta para ser pequena. “O que apequena a vida é levá-la de forma banal, fútil e arrogante. Por isso, como cidadão, eu agradeço a todos que estão envolvidos neste Projeto (Justiça Cordial) que tenta impedir que a gente se habitue a qualquer tipo de ‘coisa podre’”.


SINPOLPI REALIZA EVENTO PARA COMEMORAR DIA DO POLICIAL CIVIL


Em comemoração ao Dia do Policial Civil (21 de abril), a diretoria executiva do SINPOLPI promoverá vários eventos, entre Seminário, Confraternização e Torneio de Futebol Society. Os eventos, destinados exclusivamente aos policiais civis filiados, serão realizados no período dos dias 24 a 26 de abril.

O Seminário será realizado no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), localizado na Rua Desembargador Freitas, nº 977, Centro-Norte, nos dias 24 e 25 de abril, com abertura às 09:00h e encerramento às 18:00h, em ambas as datas. As inscrições serão feitas na sede do Sinpolpi, a partir da segunda-feira, dia 7 e permanecerão até a data do evento.

Nos dias do Seminário, antes do início das palestras, alguns médicos estarão presentes fazendo a avaliação da glicemia e pressão arterial dos participantes.  

A Confraternização acontecerá no dia 25, às 21:00h, no Espaço 2 do Atlantic City Club, situado na Avenida dos Expedicionários, nº 940. Cada policial civil filiado terá direito a mais 2 (dois) convidados (3 exibíveis), exibíveis estes que serão entregues na sede do Sindicato, em data a ser divulgada posteriormente.
O 2º Torneio Integração de Futebol Society será realizado nos clubes da AABB, situado na Avenida João XXIII, nº 3260, São Cristovão e das Classes Produtoras, na BR-343, antes do Posto da PRF (próximo ao Cemitério Recanto da Saudade) e terá inicío no próximo dia 12 de abril, às 08:00h e o encerramento no dia 4 de maio, às 09:00h.

“Desde o ano passado, foi decidido homenagear esses homens e mulheres que, mesmo em condições desfavoráveis, trabalham dia e noite para proteger a sociedade. Por esta razão, um dia para comemorar o dia do policial civil é pouco e esta comemoração é mais do que merecida”, falou o diretor de relações sindicais do Sinpolpi, Geraldo Thales Neves de Melo.

Mais informações: (86) 8100-6298  (Cristiano Ribeiro - Presidente do Sinpolpi)

terça-feira, 15 de abril de 2014

Melhor filosofia de vida: Perdoar a si mesmo.

Cientistas americanos descobriram uma fórmula simples para a longevidade: Aprendendo a perdoar erros, o que diminui o nível de estresse e, assim, preserva a juventude e saúde por muitos anos.

El nuevo estudio de los investigadores de la Universidad de Brandeis (EE.UU.) revela que la incapacidad de perdonarse aumenta el nivel de estrés, lo que, a su vez, causa malestar y, a largo plazo, afecta a la longevidad, informa el rotativo 'The Independent'. Durante dos semanas de pruebas, los cietíficos determinaron el nivel de estrés de 41 personas, midiendo la concentración de un agente inflamatorio (interleucina-6) mientras que los voluntarios respondían preguntas para evaluar su nivel de autocompasión. Los resultados del experimento mostraron que las personas que no están acostumbradas a compadecerse a sí mismas tenían un alto nivel de estrés en comparación con las que se caracterizaron por tener autocompasión. Además, los investigadores indicaron que los perfeccionistas no saben cómo hacer frente a una situación estresante y no hacen sino aumentar la tensión cuando se reprochan los errores, lo que provoca a menudo enfermedades cardiovasculares, cáncer y el mal de Alzheimer. Anteriormente, los expertos médicos ya informaron de que la capacidad de una persona de manejar las situaciones estresantes determina el nivel de su salud y bienestar, alegando que saber hacer frente al estrés ayuda a relajarse y vivir más tiempo. Así, al cruzar los recientes resultados con los datos de otras investigaciones, los científicos de Brandeis afirmaron que la mejor filosofía de vida es el perdón a uno mismo.

Fonte: adictamente.blogspot.com.

Tragédias continuadas no Complexo de Pedrinhas

Mais uma morte! E esta não é uma noticia veiculada que pareça nos causar mais surpresas, embora nos assuste muito imaginar que a violência todos os dias anunciada ainda possa alcançar índices maiores. Desta vez a vítima foi André Valber Mendes, de 26 anos, encontrado enforcado na noite dessa segunda-feira (14) no pavilhão Delta do Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas , em São Luís. 

Com a morte, que é a terceira desde o sábado (12), subiu para sete o número de mortes no local em 2014. Em todo o Maranhão, já são dez presos mortos este ano. A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária ( Sejap) confirmou a morte, mas ainda não divulgou nota oficial sobre o caso.

Nesse fim de semana, o detento Wesley Sousa Pereira, de 23 anos,  foi encontrado morto no Presídio São Luís I, e de João Altair Oliveira Silva, 18, na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), ambas unidades prisionais do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

(...)


E pelo jeito o desafio do Secretário de Justiça e Administração Penitenciária Sebastião Uchôa continua grande, mas com seriedade e muita competência vem desenvolvendo seu trabalho frente a pasta...Que Deus o proteja!!!!!!!!!!. 

Acerca dessa última tragédia, em entrevista disse o secretário que mesmo após a transferência dos líderes das facções, novas lideranças estão comandando os grupos. "O Serviço de Inteligência da Polícia Civil já identificou outros braços dessas facções, que já estão sendo monitoradas. Nos dois últimos casos, suspeitamos de brigas dentro de uma mesma facção, portanto, uma dissidência", disse.

Uchôa acrescentou que prefere aguardar o resultado das investigações para se pronunciar. "A secretaria entende que é um caso de polícia e está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios, que investiga se há ligacões entre os crimes ou se são casos isolados. Preferimos aguardar o resultado das investigações para saber se é, de fato, resultado de briga interna".

Fonte:  http://g1.globo.com/

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Só felicidade....


Charge do Izanio (OSSO GOSTOSO)


Família de policial morto em treinamento receberá indenização

A 4ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça paulista determinou que a Fazenda do Estado indenize os familiares de um policial militar morto por acidente durante treinamento em Barretos.

De acordo com os autos, uma falha, causada pela própria vítima, resultou no uso da arma errada. Sentença de primeira instância fixou o valor condenatório em R$ 114 mil, a título de danos morais, mas os parentes da vítima recorreram, para conseguir a elevação do montante da condenação.

O relator do recurso, Luis Fernando Camargo de Barros Vidal, reconheceu a responsabilidade civil do Estado. “O fato é que foi determinada a realização de um treinamento sem que as regras estabelecidas pelo Poder Público impedissem o acesso a armas de fogo municiadas, devendo a Administração responder exclusivamente pelo evento”, anotou em seu voto o magistrado, que considerou razoável o valor arbitrado pelo juízo de origem.

“A pretensão de danos materiais”, prosseguiu adiante, “foi bem afastada pela decisão de primeiro grau, pois as autoras são beneficiárias de pensão e outras indenizações pagas direta ou indiretamente pelo Poder Público, inexistindo prova de que tenham sofrido a frustração de qualquer expectativa patrimonial”.

O julgamento, do qual participaram os desembargadores Paulo Barcellos Gatti e Fernando Antonio Ferreira Rodrigues, foi por maioria de votos.

Fonte: http://www.tjsp.jus.br

sábado, 12 de abril de 2014

Neruda e o pensamento

 
 
O pensamento tem poder infinito.
Ele mexe com o destino, acompanha a sua vontade.
Ao esperar o melhor, você cria uma expectativa positiva que detona o processo de vitória.
Ser otimista é ser perseverante, é ter uma fé inabalável e uma certeza sem limites de que tudo vai dar certo.
Ao nascer o sentimento de entusiasmo, o universo aplaude tal iniciativa e conspira a seu favor, colocando-o a serviço da humanidade.
Você é quem escreve a história de sua vida – ao optar pelas atitudes construtivas – você cresce como ser humano e filho dileto de DEUS.
Positivo atrai positivo.
Alegria chama alegria.
Ao exalar esse estado otimista, nossa consciência desperta energias vitais que vão trabalhar na direção de suas metas.
Seja incansavelmente otimista. Faz bem para o corpo, para a mente e para a alma.
É humano e natural viver aflições, só não é inteligente conviver com elas por muito tempo.
Seja mais paciente consigo mesmo, saiba entender suas limitações.
Sem esforço não existe vitória.
Ao escolher com sabedoria viver sua vida com otimismo, seu coração sorri, seus olhos brilham e a humanidade agradece por você existir.


Pablo Neruda/Poeta

SINPOLPI é reconhecido como Entidade de Utilidade Pública pela Câmara Municipal de Teresina



Nesta quarta-feira (9), foi votado, por unanimidade, pelos vereadores, no plenário da Câmara Municipal de Teresina (CMT), o Projeto nº 76/2014, de autoria do vereador, presidente da Casa, Rodrigo Martins (PSB), que declara de Utilidade Pública, no âmbito do município de Teresina, o Sindicato dos Policiais Civis de Carreira do Estado do Piauí (SINPOLPI).  

Na ocasião, o vereador Edvaldo Marques Lopes (PSB) fez uma declaração do seu voto, externando o reconhecimento do Sinpolpi para o Estado do Piauí, por sua história de lutas, parabenizou seus dirigentes e ressaltou a importância desse título, que será mais um instrumento legal para este sindicato cumprir com sua missão para com seus associados, policiais civis de carreira do Estado do Piauí.

O título “Utilidade Pública” está a designar o conjunto de condições pelo qual os poderes públicos reconhecem a uma entidade privada, cujas atividades prestadas as tornam de interesse público e as credencia a pleitear auxílios, benefícios ou favores junto aos aludidos poderes e entre os particulares.

O Sinpolpi agradece, em nome de toda a categoria policial civil, a todos os vereadores, especialmente, ao presidente da Câmara, Rodrigo Martins e ao vereador Edvaldo Marques.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

THE: homem denuncia fraude no concurso da PM

Se confirmadas as provas, o concurso será anulado, disse a promotora
Uma pessoa ligada ao tráfico de drogas da zona sudeste de Teresina teria passado o gabarito da prova objetiva do concurso da Polícia Militar (PM) para, pelo menos, cinco candidatos, antes da realização da prova. A denúncia foi feita por um homem que não quis ser identificado por medo de retaliação. 

O concurso aconteceu em fevereiro de 2014 com a participação de 30.506 candidatos. “Um amigo meu disse que conhecia uma pessoa que morava no Dirceu e que ela estava espalhando para todo o bairro que já estava passada, isso antes do concurso. Foi passado para mais quatro amigos, a informação foi que eles receberam essa prova na noite anterior à aplicação da prova”, disse o denunciante. 

O caso chegou ao Ministério Público, que irá solicitar a abertura de inquérito policial. A promotora de Justiça, Clotildes Carvalho, considera que o caso é gravíssimo e que o concurso pode ser anulado se confirmadas as provas. “Eu vou distribuir os feitos para algumas promotorias criminais para que as providências sejam tomadas. É necessário o pedido de abertura de inquérito policial porque é muito grave; as regras do edital têm que ser respeitadas. Consta também que esse gabarito foi passado dois dias antes da realização da prova.” 

Caso a denúncia se confirme, o concurso da Polícia Militar pode ser anulado. “Se tivermos provas suficientes o concurso pode ser anulado, se não, o concurso prosseguirá. Essa denúncia é muito grave, essa pessoa veio pessoalmente ao Ministério Público e se dirigiu ao promotor Dr. Raulino Neto. Foi dele que recebemos a documentação e nós já tomamos providência!”, conclui. 

Fonte: http://www.meionorte.com/

Mais um vídeo que pode mudar nossa vida

Este vídeo é simplesmente maravilho e me lembrou o trabalho diário de alguns policiais civis que, em regra, doam as suas vidas, algumas vezes, literalmente para proteger pessoas vítimas de infortúnio. Policiais mau remunerados que trabalham com condições franciscanas, tudo por uma vocação para praticar o bem. Esta costuma ser a regra. Todavia, o que aqui é boa regra, dentro da mesma categoria existe outra péssima regra, mas desta feita, dentro da classe de delegados que além desconhecer o que é vocação, o que é doação, praticam muito bem o egoísmo atuando como únicos merecedores de bons salários e fazendo de tudo para atrapalhar a dignidade salarial dos policiais civis em geral, muitas vezes até arrimados policiais civis de gabinete ou especializadas acostumados a polpudas gratificações. Esse vídeo mostra que o bem que fazemos retorna a nós mesmos e, por vezes, também o mal. Não estou a afirmar exatamente a supremacia do dogma da retribuição como crença vulgar de que se alguém está sofrendo é porque naturalmente algum mal. Esse dogma da retribuição no sentido vulgar é mera crença sem base filosófica ou religiosa. Vejamos este vídeo e meditemos sobre ele.
Wagner Leite

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Encontramos no youtube

Encontramos no youtube o seguinte vídeo que trazemos a este espaço esperando que sirva para formar melhor a opinião dos nossos leitores sobre o que está acontecendo no Brasil. Esperamos que percebam a importância do Regime Militar para livrar o Brasil da corrupção e da ditadura a la Cuba, conquanto sejamos contra ditadura, não podemos e nem devemos negar o bem que ela trouxe para chegarmos hoje à Democracia. Paradoxal, mas verdadeira.
Wagner Leite



Banco do Brasil é condenado a indenizar engenheiro apontado como suspeito de ser assaltante

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) manteve sentença de primeira instância, que condenou o Banco do Brasil a pagar R$ 10 mil, por danos morais, a um cliente. Ele moveu a ação depois de ter sido conduzido por policiais a uma delegacia do município de Presidente Dutra e de ser informado, pelo delegado, que funcionários da instituição financeira o consideraram suspeito de querer praticar assalto, quando fez um saque no valor de R$ 9.990,00.

Engenheiro civil, ele explicou que o dinheiro era para pagar os empregados de empresa da qual é sócio, que trabalhavam em obra da Secretaria de Educação do Estado. Notou que, já no interior da agência, foi tratado de forma estranha. Contou que, na saída, foi surpreendido por dois policiais militares fortemente armados. Na delegacia, ouviu a explicação de que a caixa e outras pessoas do banco acharam seus modos e suas vestes suspeitos e, por isso, o denunciaram à polícia. O fato ocorreu no dia 24 de fevereiro de 2009.
Inconformado com a sentença da Justiça de 1º grau, o banco recorreu, sob o argumento de que não possui qualquer responsabilidade com o ocorrido, uma vez que todos os funcionários de instituições bancárias vivem em constante medo da violência de assaltantes, e que a atitude de informar a autoridade competente sobre possível assaltante é acertada. Alegou que o cliente não comprovou que a denúncia tenha partido de funcionários do banco.

A relatora da apelação cível, desembargadora Maria das Graças Duarte, inicialmente registrou que as pessoas suspeitas são passíveis de denúncia às autoridades policiais, segundo o que afirma o artigo 5º do Código de Processo Penal (CPP).

TÊNUE - A desembargadora enfatizou que somente em casos de má-fé, injustiça e despropósito, o denunciante responde pelos seus atos. Lembrou que existe uma linha muito tênue entre a denúncia de fato criminoso à autoridade policial e a realidade do fato percebido pelo denunciante.

Ao considerar a quantia sacada (R$ 9.990,00) como bastante considerável, a relatora questionou: “Se o Apelado de fato fosse um assaltante, o mesmo realizaria saque de tal quantia? O saque no valor supramencionado pode dar azo aos prepostos do banco Apelante de apontá-lo como assaltante? Entendo que não”.

A magistrada disse que o fato de o cidadão encaminhar-se a uma agência bancária e ali realizar saques, bem como outras transações, não é considerado como atitude suspeita, até porque essas são as atividades comuns exercidas dentro das agências.

Entendeu que a análise equivocada de quem fez a denúncia trouxe ao cliente danos morais, quando ele foi levado por policiais, na frente de outros clientes e de pessoas que passavam na rua, para a delegacia.Citou entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ), no sentido de que a denúncia à autoridade policial constitui em exercício regular de um direito. Porém, quando tal denúncia se baseia em informação equivocada, responde a instituição bancária pelo ato de seu preposto.

Os desembargadores Raimundo Barros (revisor) e Ricardo Duailibe acompanharam o voto da relatora, negando provimento ao recurso do Banco do Brasil

Fonte: http://www.tjma.jus.br/

Circula no face


Editora afastada por motivo de doença é substituída interinamente por co-editor

A editora deste blog está acometida de doença por trabalho excessivo em Bacabal e por conta disto de licença médica. Costumava trabalhar 10, 12 horas à fio e às vezes mais sem descansar, mesmo contra meus conselhos, fazendo trabalho para simplesmente ser chancelado por outras pessoas que mais tarde insurgir-se-iam contra ela por não gozarem do reconhecimento de trabalhador que outros gozaram por de fato merecerem. Algumas dessas bestas escolheram-na para Cristo, mas Cristo só existe um, portanto, a escrivã não será crucificada, apesar da vontade de alguns tolos que praticamente acabaram a polícia civil em Bacabal, algumas vezes, militarizando-a, outras, deitados em berço esplêndido. Informo, antecipadamente, que este texto não foi escrito pela escrivã e nem recomendado por ela. Ao contrário, pediu-me que nada dissesse ou escrevesse em relação a isso, mas como vivo em um país aparentemente democrático, faço o que quero dentro da legalidade e a mim pouco me importa se um canalha ou outro vai gostar do que escrevo. Provavelmente, vou arrumar até problema com a editora chefe na hora em que ela tomar conhecimento desta postagem e talvez até me censure, como é de seu costume - ser eufemista com quem não merece. Doravante, por um período de 15 (quinze) dias ou até a escrivã me retirar deste espaço, serei eu - Wagner Leite - o único editor deste blog. Qualquer reclamação ou mesmo pleito a direito de resposta façam via e-mail bacabaldeam@gmail.com que prometo ler, meditar e conforme o caso publicar ou indeferir. Provavelmente, até indefira mesmo para que sintam um pouco de seus venenos heterofóbicos. Segue abaixo uma bela poesia para orientá-los como vamos lidar com este espaço. A propósito, o telefone da escrivã mudou para 86-9843-3492. Por fim, aos amigos leitores - um abraço; aos inimigos que acompanham este espaço - muito estresse. A gente se encontra por aqui.
Wagner Leite
* * *
                            Eu não me calo

                            Perdoe o cidadão esperançado
                            Minha lembrança de ações miseráveis,
                            Que levantam os homens do passado.
                            Eu preconizo um amor inexorável.
                            E não me importa pessoa nem cão:
                            Só o povo me é considerável,
                            Só a pátria é minha condição.
                            Povo e pátria manejam meu cuidado,
                            Pátria e povo destinam meus deveres
                            E se logram matar o revoltado
                            Pelo povo, é minha Pátria quem morre.
                            É esse meu temor e minha agonia.
                            Por isso no combate ninguém espere
                            Que se quede sem voz minha poesia.
                            
                            Autor: Pablo Neruda

quarta-feira, 9 de abril de 2014

(...)


Lei do universo


Negada indenização por suposta reportagem ofensiva


A 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo negou indenização por danos morais a uma mulher que alegava ter sofrido ofensas à sua reputação após veiculação de programa de televisão onde foi divulgado relacionamento extraconjugal de seu marido. 

A autora ingressou com ação contra o SBT. Afirmava que sua filha, horas antes da veiculação, alertou a emissora sobre todo o mal estar que seria causado com a veiculação do programa “Casos de Família”, mas, ainda assim, a matéria foi ao ar. 

O relator do recurso, desembargador Carlos Teixeira Leite Filho, concluiu pela inexistência de conduta do SBT apta a gerar danos morais. “A prova dos autos não demonstra qualquer ato ilícito por parte da emissora ao divulgar programa de televisão com a participação do marido da autora. Aliás, se responsabilidade por essa exposição existe, é, em exclusividade dele, que concordou e permitiu a exploração de sua intimidade, eventualmente afetando a privacidade da apelante.”

 Fonte: http://www.tjsp.jus.br/

SOS Polícia Civil!

 

Ainda não se deram conta, mais a Polícia Civil do Estado do Maranhão vai acabar! Não é pessimismo, mau agouro ou porque alguém especificamente queira e sim, por ação do próprio Governo, soma-se a isso, a inércia e o comodismo das pessoas que dirigem essa Instituição. Se é que podemos chamá-las de dirigentes. Se perguntarem para alguém do povo, o que a Polícia Civil faz? Certamente, pouquíssimas pessoas saberão responder ou dizer que a PC é a que realmente prende, investiga, ou pelo menos era pra ser. É a Polícia Judiciária.

Alguém do povo sabe disso? Não. Nem mesmo os ocupantes de cadeiras no secretariado do Governo. Prova disso, foi numa das reuniões entre representantes do SINPOL com a secretaria de administração e assessores, onde ali, no calor do debate, depois de ouvirem atribuições e deveres da PC proferidas por um colega Investigador, um deles disse que realmente essa Polícia da qual os sindicalistas estavam se referindo, merecia uma condição mais digna e o colega respondeu: "pois essa Polícia somos nós", e ficaram ali todos a olhar um para o outro.

O Maranhão é o Estado que tem, proporcionalmente, menor número de policiais civis por habitantes. Nos concursos promovidos pelo governo com a finalidade de repor ou aumentar a quantidade de policiais, não conseguem nem uma coisa e nem outra, excetuando-se aí os policiais militares, que ainda conseguem um percentual um pouco maior, porém, com número também não suficiente. A cada concurso promovido pelos governos, o número de policiais civis diminui, e não é pouco. Se perguntar qual a é Polícia que prende? Certamente vão responder que é a Polícia Militar, são eles quem as pessoas olham nas ruas, é a Polícia de propaganda do governo. Se perguntar sobre investigação, aí é que a Polícia Militar sai na frente, quando certamente vão dizer: é o "serviço velado” ou de “inteligência” da Polícia Militar. E a polícia Civil? Essa é só para registrar ocorrência, não sabendo que nem isso nós estamos fazendo, são os chamados "terceirizados", para quem não sabe, são empresas contratadas pelo mesmo governo (dizem que é mais econômico), que levam seus funcionários às entranhas da Polícia Civil e ali ficam, nada contra essas pessoas (trabalhadores), mais estão dando e nós estamos cedendo e perdendo espaço dentro da nossa própria casa, vai chegar um dia em que o policial civil vai chegar para trabalhar e ali já vai ter alguém que lhe dirá: "espera, estou ocupado agora". Essa será a nossa realidade, se já não está acontecendo.

Entendam, não se trata da crítica pela crítica e sim, um alerta para nós que somos parte desta Instituição tão sofrida, que ainda resiste aos gritos de “socorro”, sem achar ninguém que lhe dê a mão, ao contrário, ainda chegam “pára-quedistas” para se aproveitarem do pouco que ainda resta. É como “tirar leite de pedra”, e eles conseguem!

As Delegacias de Polícia estão sucateadas e sendo tomadas, transformadas em mini-presídios, e quem está “tomando conta” desses presos, são também pessoas contratadas por empresas, essas mesmas, as terceirizadas, gente sem nenhuma formação técnica para desempenhar função de tamanho risco. Enquanto isso, Delegados, Escrivães e Investigadores de Polícia Civil estão dividindo o mesmo espaço, não na mesma proporção, já que eles (terceirizados) estão em grande maioria.

Talvez, as pessoas que estão sentadas em suas confortáveis cadeiras, olhando e concordando com tudo isso que está acontecendo, ainda não se deram conta da perversidade que estão fazendo com a Polícia Civil do Estado do Maranhão, fazem “vistas grossas”, fingem não ver, como se diz na linguagem policial: “estão passando batidos”, quando quiserem despertar, aí será tarde demais. Acabou!

O “paciente” está na UTI, respirando com ajuda de aparelhos e são muitos os candidatos que querem desligar os equipamentos, inclusive, quem deveria está cuidando bem deles. Somos adversários de nós mesmos. A cada espaço que cedemos, é mais um Investigador, mais um profissional de Polícia Civil que deixa de trabalhar, e nessa "evolução", essa “não necessidade” de policiais civis vai bater às portas dos gabinetes dos Delegados, estes totalmente acomodados, inertes e sem nenhum poder de reação, olhando apenas para o dedão do pé, articulados com os governos, vão permitindo esses acontecimentos desastrosos para essa valorosa Instituição e também ao povo do Maranhão, sobretudo, as pessoas mais carentes. Num futuro bem próximo serão caciques sem índios, sem aldeia. Quem nos garante que o próximo gestor da Polícia Civil, é, a Polícia Civil não será um Coronel da Polícia Militar? Que seja do Maranhão, para que o constrangimento não seja bem maior, como já tivemos em outras ocasiões, quando essa “figura” era importada, sem nenhuma identificação com nosso Estado. Pensem e reflitam sobre isso senhores. Imaginem chegar ao gabinete do Secretário de Segurança, ele, sentado na sua confortável e majestosa cadeira, fardado, exibindo seus brasões e medalhas por bravura, fazer continência e em posição de sentido, dizendo: “bom dia Coronel!”

Em tempo: o Secretario de Segurança que tomou posse na ultima sexta-feira é o Ricardo Murad, que acumulará as pastas de saúde e segurança, tem coisas que acontecem no Maranhão e dispensa o mínimo de qualquer comentário lógico.

José Antonio Pinheiro Silva
Escrivão de Polícia Civil
Mat. 279059


Fonte: http://www.sinpol-ma.com.br/

Sinpolpi e Sindepol : opiniões opostas.

Presidente do Sinpolpi
O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí divulgou nota referente à indicação do novo Secretário de Segurança Pública do Estado do Piauí, Sr. LUIS CARLOS MARTINS ALVES, servidor público federal aposentado (agente de polícia federal), pelo qual o presidente Cristiano Ribeiro, representando a instituição sindical, externa apoio. O presidente do Sinpolpi destaca que o secretário já atuou como coordenador administrativo e chefe de planejamento operacional da Polícia Federal, ainda, como diretor financeiro da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, sendo que tais experiências adquiridas ao longo de 30 (trinta) anos de serviço público, chancelam a excelência para assunção do respeitável e importante cargo de secretário.


 ISTO DEPOIS QUE  ...

... O  Sindepol lançou carta aberta ao governador Moraes Souza Filho (PMDB) afirmando que, por seu currículo, Luís Carlos "não possui requisitos mínimos necessários para o exercício do cargo".


Carta Aberta ao Governador do Estado do Piauí

Presidente do Sindepol Andrea Magalhaes
O Sindepol diante das noticias recentes veiculadas em mídia de que a indicação a ser feita pelo Excelentíssimo Senhor Governador do Estado para o cargo de Secretário de Segurança Pública poderá recair sobre o atual Diretor Administrativo Financeiro da Secretaria da SSP, Sr. Luís Carlos Martins, Agente de Polícia aposentado, vem, por meio deste, manifestar nossa preocupação e alertar sobre os seguintes pontos:

Não obstante as qualidades pessoais e profissionais frente à direção administrativa da Secretaria de Segurança, o Sr. Luis Carlos Martins não possui requisitos mínimos necessários para o exercício do cargo, tais como formação jurídica necessária ao bom desempenho das funções, nem tão pouco, qualquer experiência profissional nas atividades em gestão de segurança e comando de atividades policiais; 

Sabe-se que o papel da SSP é de coordenação das atividades das Policias Civil e Militar, exigindo-se para isso, conhecimentos jurídicos e técnicos para seus funcionamentos plenos, ambas, fundadas nos princípios da hierarquia e da disciplina, que poderiam estar comprometidas, diante da indicação de um Agente de Policia aposentado, para comandar instituições com organização complexa, e corpo profissional próprio;
Diante do quadro instalado de aumento da criminalidade observamos com preocupação a figura de um gestor que não tenha desempenhado qualquer função de comando, e este dentro do âmbito Estadual, sendo a Segurança Pública uma pasta hoje, necessariamente técnica ao contrário de outros órgãos cuja ocupação é de natureza politica; 

Pelo exposto, convocamos todos os Delegados de Policia Civil de Carreira para uma discussão, neste sindicato, na data de 09/04/2014, às 15h, com amplo debate sobre referido tema, bem como pela decisão de encaminhamento ao Exmo. Sr. Governador de solicitação de audiência com este Sindicato, que ora representa toda a classe de Delegados do Estado do Piauí, para a apresentação da real situação da Segurança Pública do nosso Estado, bem como colaborar com a indicação de possíveis nomes, uma vez da escolha deste, dependerá o futuro da Segurança Pública do Estado do Piauí, nos próximos meses. 

Andrea da Graça Magalhaes de Aquino
Presidente Sindepol