quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Soldado do Ronda Cidadão é presa usando cartões roubados

Uma policial militar do Ronda Cidadão da Zona Norte de Teresina, identificada como Elayny Karine de Sousa Moraes, 26 anos, foi presa na manhã desta quarta-feira (15), acusada de usar os cartões de uma mulher que foi roubada na sexta-feira (10) para abastecer um automóvel utilizada por bandidos para abordar a vítima. A jovem entrou nos quadros da Polícia Militar recentemente e estava em estágio probatório.


Segundo o capitão Fábio Abreu, das Rone, a soldado estaria se relacionando com um traficante identificado como Bozó, que foi preso ainda na sexta-feira, e pode estar envolvida em uma série de outros crimes.
Momento em que a soldado chega à Central de Flagrante

“Depois da prisão do Bozó, outros dois do bando foram presos ontem. Hoje ela foi vista passando o cartão da mulher em um posto de combustível e o automóvel foi reconhecido. Ela é suspeita de emprestar o carro e provavelmente a arma para que eles praticassem os crimes”, pontua.


De acordo com o capitão, a soldado está sendo levada para a Central de Flagrantes.

A prisão de Elayny foi realizada por policiais do 2º DP em parceria com a Rone. De acordo com o capitão Fábio Abreu, a soldado já estava respondendo por um processo criminal pelo furto da arma de um colega no primeiro semestre do ano passado.

“Ela já estava sendo investigada há pelo menos dois meses e tinha papel de dar fuga no veículo dela. Ela não emprestava arma porque não tinha porte, mas deverá ser expulsa da polícia. A Corregedoria já acompanha o caso e ela será encaminhada ao presídio militar assim que for lavrado o ato de prisão em flagrante”, descreve o capitão.

A soldado deve ser autuada em flagrante por receptação, mas pode ser processada por formação de quadrilha. “O namorado dela foi preso porque tinha um mandado de prisão em aberto por ter atirado em uma vítima que reagiu ao assalto. Na hora do flagrante, ela disse que entregaram esse cartão para ela com senha, mas não avisaram que era roubado. Disse que não tinha ideia”, acrescentou Fábio Abreu.

Fonte: http://www.cidadeverde.com/