quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Secretário Municipal acusa Delegado de furtar poste.

Delegado apresenta sua versão sobre denúncia: "Trata-se de desespero político"
O delegado Sérgio Luiz Rego Damasceno apresentou sua versão sobre as denúncias feitas pelo secretário Agnaldo Gomes de Barras e sobre o boletim de ocorrência relatando o suposto furto de um poste.
Segundo Sérgio Rego, a denúncia é falsa. Ele informou que foi Agnaldo Gomes quem vendeu o poste e depois se arrependeu.
"O poste ganhei do eletricista Raimundo Neto que, por sua vez, comprou o poste por R$ 300 do secretario Agnaldo sendo que, este 24h após receber o pagamento, se arrependeu e devolveu o dinheiro e ainda registrou ocorrência para simular um fato inexistente. Vou pedir que seja aberto um inquérito contra o secretário por peculato e comunicação falsa de crime. Ele comunicou uma falso crime. O secretário está sendo orientado para criar um fato porque eu estou com várias representações no MPF contra o prefeito de Barras. Então, estão querendo criar um fato. Eu já pesquisei no Tribunal de contas e não encontrei nenhuma nota fiscal sobre compra de postes pela prefeitura de Barras. Na verdade ninguém sabe se o poste vendido é da prefeitura ou do secretário. O certo é que este vendeu o poste. Trata-se de desespero político do grupo situacionista de Barras”, disse o delegado.
O delegado Humberto Macola, da cidade de Barras, informou que não foi aberto inquérito para apurar a denúncia. 'Foi trazida uma noticia preliminar a respeito desse fato. Nós estamos analisando o caso mas não instauramos nenhum procedimento. Pode vir a acontecer, mas o procedimento oficial não existe. Estamos na fase preliminar e escultando as partes. Foi registrado o boletim, mas ele não é a verdade dos fatos'
Delegado é suspeito de ser mandante de furto em Barras
O secretário do município de Barras, Agnaldo Gomes, registrou um boletim de ocorrência denunciando o delegado maranhense Sérgio Rego como suporto mandante de um furto. O caso foi registrado na Delegacia Geral da Polícia Civil em outubro do ano passado e até hoje está sendo apurado.
Segundo o secretário, o autor da ação criminosa teria repassado um poste a Sérgio Rego, para que o delegado instalasse o mesmo em sua propriedade, na zona Rural do município.
Agora, Sérgio Rego, apontado como mandante do furto, tenta pagar a dívida para prefeitura da cidade.


Fonte: http://www.meionorte.com