quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

CIDADE DE BACABAL ESTÁ REVOLTADA COM ULTIMO ASSASSINATO NA CIDADE.

Que horror! Que lástima! Que diabos de aplicação de lei é essa minha gente? Que mais tem que acontecer nessa cidade para que se acorde para essa situação de descaso que vivemos por aqui? Ninguém aguenta mais, principalmente porque sabemos que a tendencia é piorar mesmo! E quem quiser se enganar que fique bem à vontade!

Quantas vezes o GALEGO já passou pela delegacia de polícia de Bacabal? Eu mesma já perdi as contas. Sai num dia, no outro está soltinho perambulando pela cidade como se nada tivesse ocorrido. 

Lembro-me muito bem de uma das vezes que o acompanhei em uma audiência, depois de ter sido acusado de um latrocínio contra um idoso, crime que ele fazia questão de contar em detalhes e sem qualquer sentimento de arrependimento, embora tenha negado autoria. Também declinou de outras ações. Nem preciso dizer aos senhores que "GALEGO", na audiência mais parecia ser a vitima, já que a preocupação maior das autoridades naquela audiência era saber em que espaço da delegacia ele estava detido, e se o mesmo lhe era adequado, como se os monstros da história toda fossemos nós policiais, uma vez que a nós era questionada o tratamento dispensado ao menor; Inclusive, lembro-me muito bem que o grande desafio de inteligência e compromisso do momento era estabelecer uma possível multa à imprensa pela exposição do menor na TV. Perdi as contas de quanto tempo esse foi o maior ponto de discussão na audiência. Quanto aos vários crimes de "GALEGO" estes pareciam o que de menor relevância se tinha naquele momento... E olha que já eram muitos!

E haja omissão estatal, e haja discurso demagógico por parte daqueles que tem o dever, a obrigação de zelar pelo bem estar e defesa da sociedade.  E cobrança que é boa da sociedade NENHUMA...NADA!!!!  E assim o GALEGO continua a dar audiência em programas policiais, pois é só para o que está servindo     
 
De tanta tolice que ouvi nesse dia não me restou outra saída senão deixar o recinto, até porque não tinha obrigação de está ali, apenas por curiosidade me fiz presente na tentativa de testemunhar as medidas a serem adotadas para aquela situação. Nenhuma surpresa! Dias depois o GALEGO estava de volta, mais crimes e mais uma vez na delegacia, às vezes com vitima fatal, outras não. 

GALEGO já se sente famoso, temido, e como ele mesmo diz não tem mais volta, agora, ou mata ou morre. O que é uma pena de se ouvir de uma pessoa tão jovem.

Dizem que ele tem uma lista de "premiados" para morrer. Desta história também tenho conhecimento. Fato é que não vejo mais qualquer inibição em GALEGO para o cometimento de outros crimes.  

A policia tem feito seu papel, tanto é que GALEGO vive de passagem pela delegacia, sua residência temporária. A penúltima vez que foi detido foi o próprio Delegado Regional Carlos Alessandro quem fez sua apreensão. O que aconteceu depois?! Quem sabe?! O que sabemos é que ele retornou ao convívio social e voltou a delinquir, como fez no ultimo domingo (19) e na segunda(20), quando fez mais uma vitima fatal.
 
"GALEGO" JÁ ESTÁ NOVAMENTE APREENDIDO), desta vez, mais uma vez, depois de dezenas delas, sob ação da policia militar. Deve ser ouvido em juízo, isso se a cidade puder contar com a presença de algum juiz ou do ministério público, pois é comum não termos a presença dos mesmos na cidade. 

Quantas vezes ficamos com menores apreendidos na delegacia diante da ausencia do ministério público na cidade? A responsabilidade quase sempre fica a cargo do Conselho Tutelar que fica com menores debaixo do braço sem saber para onde levar, pois além da ausência das autoridades, não se dispõe também de um espaço de permanência provisória desses menores, seja na condição de infrator, muito menos de vítimas. É um absurdo essa situação de omissão do governo local !!!

Outro dia ouvi um advogado dizer que se prepara para comer manga verde com sal, diante da dificuldade de advogar na cidade em virtude da morosidade dos processos, já que há apenas um juiz na cidade e um promotor, visto que os demais (apenas mais um juiz e uma promotora) respondem por Bacabal, mas são titulares de outras Comarcas. Se sabemos da dificuldade de se responder por uma cidade imagine por duas, três, sei lá mais quantas... Mas essa tem sido a regra... compromisso assumido no papel, mas no dia a dia, nos atendimentos...mas, também, alguém pode está lá e cá... eu não consigo! Talvez eu consiga se um dia chegar a ser juiza, promotora, delegada... por enquanto, como escrivã, vou tentando dar conta do meu cartório aqui na Dem de Bacabal. 
     
Tomei conhecimento há pouco que haverá uma manifestação na cidade daqui há algumas horas, mas sobre isso comentarei logo que puder, pois tenho um bocado a dizer....