quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Nota de repúdio aos atentados no Maranhão

A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL) repudia as ações de facções criminosas contra a vida de policiais no Maranhão. Os recentes atentados contra as delegacias de Polícia Civil são mais uma demonstração da fragilidade do sistema de segurança pública não apenas naquele Estado, mas em todo o País, haja vista que crimes semelhantes ocorrerão ou vêm ocorrendo em outras unidades da federação.

É para fortalecer a estrutura da Segurança Pública Nacional que a COBRAPOL luta pela conquista do Piso Salarial Nacional, da Carreira Única, e das demais ações pela Valorização da Polícia. Como representante da categoria de policiais civis brasileiros, a entidade se une ao Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão (SINPOL-AM) na orientação de que os policiais civis não utilizem em seus veículos adesivos da polícia e ainda que não utilizem camisas da polícia em via pública, a não ser em serviço, e jamais de forma isolada. A recomendação é para que em missões ou na simples entrega de uma intimação, utilizem seus coletes balísticos.

A COBRAPOL ainda se dirige aos Governos Federal e estadual para cobrar celeridade na solução dos problemas que envolvem a Segurança Pública Nacional, principalmente porque no próximo ano o Brasil será palco de um dos mais importantes eventos esportivos do planeta. Valorização da carreira do policial já! Esse é o ponto de partida para o combate ao crime organizado.

Jânio Bosco Gandra
Presidente da COBRAPOL