segunda-feira, 11 de novembro de 2013

(...)

Nada é mais difícil de respeitar
do que aquilo que, depois
de ouvido, nos parece óbvio
(H. Maturana).