segunda-feira, 23 de setembro de 2013

“Profissão perigo: a polícia e o confronto armado”

De autoria Wilquerson Felizardo Sandes - Policial militar e professor em cursos de graduação e pós-graduação de administração,  foi lançado recentemente o livro “Profissão perigo: a polícia e o confronto armado”. A obra trata de um assunto inédito no Brasil, em nível científico, que é o momento da decisão do policial em atirar durante uma ocorrência de alto risco, com foco na atividade do bom policial que às vezes está sujeito ao risco de várias direções, sejam físicos, legais ou psicológicos. 

O objetivo do livro é a reflexão para a diminuição da letalidade na ação policial em uma perspectiva de dentro da instituição, com policias que passaram pela experiência de quase morte. 

O livro faz uma crítica social ao Estado Brasileiro, que coloca nas mãos dos policiais instrumentos primitivos para defender a sociedade, tais como uma arma de fogo que funciona à base da velha pólvora. O autor também defende que as armas sejam substituídas por novas tecnologias que não causem a morte e que ao mesmo tempo proporcionem segurança ao policial, sem o constrangimento e dilema de matar para salvar. 

A obra é resultado de pesquisa de uma tese inédita, em caráter multidisciplinar, com enfoque na decisão do policial durante o confronto armado. A obra conduz o leitor a uma instigante reflexão sobre o tema letalidade policial no país, subdividida em seis dimensões analíticas relatadas por policiais que vivem o risco da profissão, sendo: perfil policial; ambiente do confronto; decisão instantânea; emoções; treinamento; e valores institucionais.