terça-feira, 17 de setembro de 2013

LI E RECOMENDO


"Também nada de clemência promíscua e vulgar como ainda nada de rigorismo porque a crueldade tanto consiste em perdoar sem critério seletivo como a ninguém favorecer. Devemos manter os limites. Isso fica difícil sem parâmetros. Então tudo quanto contraria a equidade seja aferido pelo senso de humanidade"