terça-feira, 4 de junho de 2013

Marta Suplicy abomina tudo que é normal e deseja acabar com a família tradicional

Marta Suplicy abomina tudo que é normal, fato que é notório e do conhecimento de todos. Não bastassem as besteiras implementadas em sua vida pessoal, ataca com um projeto de lei chamado de Lei anti-homofobia que na verdade é uma aberração que criminaliza toda a sociedade, cristãos e não cristãos que ousarem ser diferentes do que deseja a Marta e a cambada de "petralhas" que patrocinam o projeto. Para essa gente tudo que importa é manter-se no poder de qualquer que seja a maneira para implementar no final uma ditadura bem pior do que a de Fidel, o babalorixá da esquerda. Essa gente odeia tudo que é normal, inclusive, a família, a santidade. Aliás, é típico da esquerda a negação da existência de Deus, mas para conseguir votos e implementar o projeto da desgraça da família e da sociedade, vão à igreja e até se comungam. O importante para eles é atingir o objetivo e praticam bem o lado mais obscuro constatado por Maquiavel de que os fins justificam os meios. O tal PLC 122 traz vários tipos de inconstitucionalidades de fácil observação por qualquer pessoa que costuma dar uma lidinha na Constituição Federal e não vou perder tempo comentando isso, mas vocês podem ver clicando AQUI e lendo diretamente tudo que Reinaldo Azevedo da VEJA disse sobre o assunto. É um pouco grande o artigo do blogueiro da Veja, mas é importante que leiam e observem, por exemplo, que qualquer pessoa que não quiser em sua casa uma pessoa de orientação sexual diferente do natural para cuidar de seus filhos ainda em formação estarão sujeitos a pena de reclusão de 1 a 3 anos e a uma ficha na polícia e outra na Justiça. Leiam, tirem suas conclusões e vejam como uma "marta da vida" pode desgraçar a sua vida, a minha a vida, a nossa vida. Aí vocês aproveitem e clique AQUI para ver outras propostas da "marta" contra a família.
Wagner Nunes Leite