quarta-feira, 22 de maio de 2013

Policiais civis do Piauí adotaram a filosofia "policia legal" e estão botando os delegados para trabalhar

Os policiais civis do Piaui adotaram a filosofia "policia legal" e estão botando os delegados para trabalhar. Os policiais não aceitam mais delegados simplesmente chanceladores de inquéritos, fato que pode ser feito por qualquer incauto. A policia legal veio para adequar a polícia ao que diz a lei e com dois viés que se destacam: o primeiro, trata da legalidade propriamente dita, onde o delegado deve ocupar o seu papel no inquérito e não na televisão, inclusive, comparecer aos locais de crime e ditar para o escrivão o que entender o que ele deve escrever; os investigadores devem trabalha com ordem de missão; o segundo, trata das condições mínimas de trabalho, delegacias em condições de ser ocupadas, inclusive, com banheiros separados para homens, mulheres e pessoas do povo, coletes balísticos, viaturas emplacadas, extintores não vencidos, pneus em condições de uso e uma fixação de limite entre a maior e a menor remuneração que não pode ser inferior a 60%. O presidente do SINPOLSERGIPE esteve no Piauí a convite do SINPOLPI para proferir uma palestra onde estiveram presentes muitos policiais civis do Maranhão que provavelmente seguirão o Piauí e implantarão a policia legal. Ontem, dia 21 de maio, houve uma assembleia extraordinária da categoria em Teresina onde o vice-presidente não polpou palavras e disse o que muita gente estava precisando ouvir e conseguiu dissuadir alguns colegas que já se davam por vencidos. Prometeu para os próximos dias mais um bom combate apesar de retaliado e atacado em seu salário. Vejam o vídeo com o presidente do SINPOLSERGIPE e estejam atentos as nossas próximas postagens, se não formos censurados pela titular do blog, que de quando de vez mete-nos a tesouro por motivos que não estamos autorizados a dizer aqui, mas que os leitores desse espaço, sabem com certeza.
Wagner Nunes Leite
editor assistente