quinta-feira, 11 de abril de 2013

Agentes e direção de presídio podem ser indiciados por chacina


Os 3 irmãos assassinados em Pedrinhas.

No início desta manhã de quarta-feira (10), cinco detentos foram assassinados dentro das celas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Toda a ação ocorreu por volta das 05h.Das cinco vítimas, três  eram irmãos. Quatro morreram no presídio e um morreu a caminho do hospital. A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), acredita que as mortes tenha sido por possível “ acerto de contas”. Os irmãos Maranhão pertenciam a um dos grupos que dominava o tráfico de drogas na área da Vila Isabel Cafateira, local onde teve uma chacina na sexta passada.  Na ocasião eles foram presos. São eles: Rogério Moreira Maranhão, Lindeberg Moreira Maranhão e Vagner Moreira Maranhão. Os outros dois foram identificados como Roberto Costa Ferreira e Silas Santos Mendes.

 Dois agentes penitenciários e um diretor da Penitenciária de Pedrinhas podem ser indiciados por crime culposo em decorrência da chacina de cinco detentos na madrugada desta terça-feira (9), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Vinte e quatro presos prestaram depoimento durante todo o dia 10.04.13, e todos eles foram autuados em flagrante pela barbárie na Penitenciária de Pedrinhas. 

Em depoimento ao delegado Cristiano Farias, um dos presos, identificado apenas por Elenilson afirmou que teria ouvido presos anunciarem que iriam matar os companheiros de cela na noite em que ocorreu a chacina. Apavorado, pois tinha chegado do interior do Estado, ele pediu para que fosse retirado da cela do bloco C. O que também está chamando atenção nas investigações polícia é o fato da transferência dos presos para unidade em que aconteceram os homicídios. Há informações que eles teriam feito o pedido de transferência à direção do presídio, sendo concedido.

Fonte: http://www.viasdefato.jor.br/