quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Para evitar flagrante, acusada de tráfico manda filha engolir drogas



Raimunda Ferreira de Sousa no ato da prisão.
Uma mulher identificada como Raimunda Ferreira de Sousa, 35 anos, foi presa nesta quarta-feira (23) por policiais do 3º DP de Timon (MA) acusada de comandar uma boca de fumo, localizada a apenas 25 metros da delegacia. Na tentativa de se livrar do flagrante, a suspeita de tráfico mandou que a filha adolescente engolisse pedras de crack.
“A jovem tem aproximadamente 14 anos. Como ela não conseguiu engolir a droga, prendemos a mãe acusada de comandar a boca de fumo. A presa também vai para médico, ainda hoje, para saber se ela mesma conseguiu engolir algum tipo de droga para evitar o flagrante”, disse o delegado Michel de Sousa Sampaio.
Com a acusada, a polícia encontrou uma quantidade de crack ainda não pesada, R$ 937,35 em dinheiro trocado, aparelhos celulares, vídeo games, um aparelho de som, uma televisão de 42 polegadas, um aparelho de DVD e um conjunto de panelas Inox. 

O titular do 3º DP de Timon revelou ainda que Raimunda Ferreira vinha sendo investigada há cerca de quatro meses após várias denúncias anônimas de que na casa em que ela morava, localizada na avenida São Luis, parque São Francisco, havia a comercialização de drogas.

Após denuncia, o delegado pediu mandado de busca e apreensão da primeira vara de Timon, que foi concedido e assinado pelo juiz Francisco Soares Reis Júnior. Para Michel Sousa, o que mais chama atenção no caso é a audácia de vender drogas tão próximo a uma delegacia.

“Durante os quatro meses de investigação abordamos pessoas que saiam da casa e elas confirmaram a prática da venda de entorpecentes. Durante as investigações também foi preso um traficante que afirmou que ela o usado como distribuidor das drogas Ele afirmou que estava levando drogas para o presídio Jorge Vieira onde o esposo dela, identificado como Alan Pedrosa Valadares, está preso também acusado por tráfico de drogas e furto de motocicletas na região”, conta o delegado.










Fonte: http://www.cidadeverde.com