quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

No Pará, enteada acusa padrasto de estupro

 Menina disse que sofreu os abusos em duas oportunidades e que a mãe sabia de pelo menos um dos casos. A Polícia Civil vai investigar, por intermédio da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), um caso de estupro que teria acontecido em Santa Bárbara d'Oeste. A vítima, uma adolescente de 13 anos, contou o caso ao seu pai, com quem passa as férias em Limeira. Ela disse que o seu padrasto a estuprou duas vezes em uma chácara no bairro Cruzeiro do Sul, em Santa Bárbara, onde mora com a mãe desde novembro do ano passado. De acordo com a vítima, a sua mãe sabia que ela havia sido estuprada pelo menos uma vez, mas permaneceu calada porque era ameaçada pelo amásio. Abusos contra a menina teriam ocorrido em uma chácara do bairro Cruzeiro do Sul, em SB. A vítima também foi ameaçada pelo padrasto para não contar o caso a ninguém. Por essa razão, ainda não havia dito nada ao seu pai. Ao saber da história, o pai, os avós e um tio levaram a menina ao plantão policial de Limeira e registraram a ocorrência. A vítima passará por exame no IML (Instituto Médico Legal) para confirmar se ela foi violentada sexualmente. Diante da situação, a Polícia Civil determinou que a menina passe a morar com os avós paternos. A decisão teve o consentimento do pai. O caso será encaminhado para a DDM de Santa Bárbara d 'Oeste, município onde o crime aconteceu. 

Fonte: www.oliberalnet.com.br/