quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Adolescente saudita consegue divórcio de marido de 86 anos

Uma rapariga saudita de 15 anos forçada a casar com um octogenário conseguiu o divórcio após a intervenção de um grupo local de defesa de direitos humanos, informou o grupo. A Comissão de Direitos Humanos Saudita (SHRC, na sigla em inglês) interveio "depois de saber do casamento de uma menor com um homem de 86 anos em Jizan", no sudeste da Arábia Saudita, disse o responsável do grupo, Bandar al-Ayban, num comunicado. O diário Al-Hayat informou que a adolescente se fechou no quarto na noite do casamento antes de fugir de casa do marido e regressar a casa dos pais. A rapariga tinha casado em troca de um dote de cerca de 17.300 dólares (13.238 euros). O SHRC deu "assistência legal à rapariga" para ela poder divorciar-se, disse ainda al-Ayban. Outro membro do grupo, Hadi al-Yami, referiu que a adolescente "expressou a sua rejeição daquele casamento". O divórcio foi anunciado após a intervenção de um chefe tribal regional e de dignitários locais. Ativistas sauditas têm vindo a pressionar em defesa de uma lei que defina os 16 anos como a idade mínima para o casamento. A Arábia Saudita não tem qualquer lei contra o casamento de crianças e os clérigos defendem a prática com base na tradição islâmica e saudita.

 Fonte: http://www.jn.pt