quarta-feira, 20 de junho de 2012

Caminhonete furtada da porta de delegacia

 
Na última sexta-feira (16), uma caminhonete Toyota, modelo Hilux SRV, cor branca, sem placas, foi encontrada abandonada no Jardim Tropical. O veículo foi guinchado, já que estava fechado, e levado à frente da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF).  Já tinha sido comprovado que o veículo havia sido tomado de assalto dia 6 de junho, em Açailândia, e que é de propriedade de Marie Lúcia Rodrigues Oliveira. A mulher informou à polícia de Imperatriz que dois homens invadiram a residência dela e roubaram a caminhonete, de placa MXD-8489 Palmas-TO. Quando o veículo foi encontrado abandonado no Jardim Tropical, estava sem placa e foi identificado através do chassis.
A Polícia Civil já tinha combinado com a proprietária da caminhonete que ela lhe seria restituída nessa segunda-feira. Entretanto, para surpresa dos policiais civis, o veículo não se encontrava mais onde foi colocado. Havia sido furtado entre domingo (17) e segunda-feira (18). Dado o alarme, o Serviço de Inteligência das Polícias Civil e Militar foi acionado e já no fim da tarde de ontem encontrou o veículo na garagem de uma residência na Rua Aurora, 25, Parque das Palmeiras. Essa residência pertence ao homem identificado por Audiney Gonzaga, irmão de Arlei Gonzaga, que teria sido a pessoa que deixou o carro no local. A mulher de Audiney, que se encontrava na residência quando a polícia encontrou o carro, prestou depoimento.
Segundo o delegado Assis Ramos, Audiney foi convidado a comparecer à delegacia para prestar depoimento, mas mandou apenas um advogado e está desaparecido. Arley também não foi encontrado.
Suspeita - Os policiais fizeram uma revista minuciosa no carro e constataram que o forro do teto e o piso foram cortados. Em função disso, existe a suspeita de que havia droga no carro. Alguns flaconetes – recipientes de armazenamento de porções de cocaína – foram encontrados na caminhonete. Hoje o veículo será levado para ser periciado no Instituto de Criminalística (ICRIM). O delegado Assis Ramos informou que as pessoas que furtaram o carro usaram a chave de ignição que estava com elas. “Entraram, ligaram e saíram tranquilamente, sem serem notados”, disse. O delegado tem as imagens das câmaras de segurança do complexo e através delas vai tentar identificar os autores do furto.
A proprietária do veículo, ao ver as fotos, não reconheceu os irmãos Audiney e Arley como sendo os que entraram em sua residência e roubaram o carro. Mas o delegado Assis Ramos disse que os dois podem ser indiciados por receptação.
Fonte: www.progressonet.com