quarta-feira, 20 de junho de 2012

(...)


 É dever de todos zelar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor." (art. 18 do Estatuto da Criança e do Adolescente)